• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Trabalho de voluntários faz a diferença no Instituto João XXIII

  • COMPARTILHE
Geral

Trabalho de voluntários faz a diferença no Instituto João XXIII

Ex-alunos que aprenderam na instituição agora são voluntários na formação de outras crianças e adolescentes

Redação Folha Vitória

Quem inventou a história que diz que gentileza gera gentileza, certamente, estava convicto da veracidade dessas palavras. Um bom exemplo disso são alguns dos ex-alunos do Instituto João XXIII, que aprenderam com outros voluntários e agora transmitem o conhecimento para outras pessoas. No final das contas, todo mundo sai ganhando.

Em 18 anos de funcionamento, a instituição, apoiada pelo Instituto Americo Buaiz, já atendeu muitas crianças e adolescentes. Todo o trabalho que foi, e ainda é realizado, aconteceu graças à boa vontade e a disposição de mais de 100 voluntários.

A judoca Evelyn Muniz frequentou o instituto durante seis anos. Nesse período, aprendeu a arte do judô. Agora, desde 2015, ela ensina tudo que já sabe para crianças de outra entidade. As medalhas que já conquistou em competições municipais, estaduais e nacionais, são apenas detalhes. "Cada criança tem uma história diferente e, quando você é voluntário, acaba se identificando um pouco", disse.

Leia também:
Brincadeiras e apresentações culturais fazem a alegria da criançada do Instituto João XXIII
Instituição apoiada pelo Instituto Americo Buaiz quer ampliar atendimento em 2018

Para a coordenadora do Instituto João XXIII, Karyne Barros, o trabalho do voluntário faz com que as ações alcancem cada dia mais pessoas. "Quando novas pessoas se aliam a nossa causa, elas acreditam no que a gente faz e divulgam o nosso trabalho. Elas mobilizam outras pessoas para nos ajudar a suprir as nossas necessidades", afirmou.

Além das aulas de judô, o intituto João XXIII oferece aulas de violino às crianças e adolescentes da região de Gurigica, em Vitória. Outro serviço oferecido com o apoio de voluntários foi a oficina de Yoga.

No Instituto João XXIII, o voluntariado não fica restrito somente às aulas e oficinas. De acordo com a Karyne, existem diversas outras formas de ser um voluntário. "Pode ser na parte administrativa, fazendo doações, em atividades com as crianças ou com os pais delas. Quem quiser, pode entrar em contato conosco, que vamos alinhar o desejo com a necessidade do instituto", explicou.

Para conhecer mais sobre o trabalho da instituição ou entrar em contato, basta acessar o site www.joaoxxiii.org.br