Homem é condenado a 10 anos de prisão por estuprar a própria filha

Polícia

Homem é condenado a 10 anos de prisão por estuprar a própria filha

O homem, de 61 anos, respondeu ao crime em liberdade por sete anos, enquanto recorria das decisões. O crime ocorreu em 2009, quando a vítima tinha nove anos

Redação Folha Vitória

Um homem de 61 anos foi condenado e preso por estuprar a própria filha oito anos depois de ser acusado. O crime ocorreu em 2009, quando a vítima tinha nove anos. Os abusos aconteciam dentro da casa da família, onde moravam também a mãe e outras duas irmãs mais velhas.

De acordo com as investigações, a menina foi violentada três vezes. O homem trabalhava realizando pequenos reparos e levava a vida como se nada tivesse acontecido. 

Desde 2016 ele é considerado um foragido da Justiça e em novembro foi expedido um mandado de prisão contra o acusado por estupro de vulnerável. O homem nega o crime.

A descoberta

O crime foi descoberto quando a mãe notou manchas de sangue na calcinha da menina e a questionou, até a criança dizer o que houve.

Logo após, o casal se separou, o homem mudou de endereço e respondia ao processo em liberdade. Foram sete anos de recursos até chegar a última instância, que o condenou.

"Recebemos denúncias de que ele estava trabalhando, fizemos campana e o prendemos", informou o delegado Lorenzo Pasolini.

O homem foi condenado a dez anos e meio de prisão em regime fechado. Hoje, a filha que o acusa tem 17 anos.