Justiça analisa recurso que pode anular condenações do caso Eliza Samudio

Polícia

Justiça analisa recurso que pode anular condenações do caso Eliza Samudio

veja o que aconteceu com cada suspeito de participação no crime

Redação Folha Vitória

Nesta quarta-feira (13), a Justiça analisa dois recursos do caso Eliza Samudio. Em um deles, a defesa do goleiro Bruno Fernandes solicita a anulação da certidão de óbito da ex-modelo, assassinada em 2010. Caso o pedido seja aceito, o julgamento dos acusados pode ser cancelado, assim como as penas decretadas. O outro recurso em análise, questiona a condenação imposta ao jogador e à ex-amante dele, Fernanda Gomes de Castro. Além dos dois, outras seis pessoas foram diretamente ligadas ao caso. 

Relembre o que aconteceu com cada um deles: 

Marcos Aparecido dos Santos: Conhecido como Bola, o ex-policial civil, foi condenado, em abril de 2013, a 22 anos de reclusão pelos crimes de homicídio duplamente qualificado (com emprego de meio cruel e sem permitir a defesa da vítima) e por ocultação de cadáver. Do período total da pena, 19 anos deverão ser cumpridos em regime fechado e três em aberto.

Sérgio Rosa Sales: Primo do goleiro Bruno, Sales era acusado por homicídio triplamente qualificado e ocultação do cadáver de Eliza Samudio, mas ele foi assassinado em agosto de 2012, antes de ser julgado.

Luiz Henrique Ferreira Romão: O amigo do goleiro Bruno, conhecido como Macarrão, foi condenado, em 2012, a 15 anos de prisão pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza e pelo sequestro e cárcere privado de Bruninho. Três anos da pena devem ser cumpridos em regime aberto e os outros 12 anos em regime fechado.

Elenilson Vítor da Silva: Silva era caseiro do sítio na época do crime. Em agosto de 2013, ele foi condenado a três anos de reclusão em regime aberto pelo sequestro e cárcere privado de Bruninho, filho de Eliza com o goleiro Bruno. Em maio de 2014, o Tribunal de Justiça determinou que a pena fosse cumprida em regime semiaberto. Em junho deste ano, Silva, que tinha um mandado de prisão contra ele, foi detido, no centro de Belo Horizonte.

Dayanne Rodrigues do Carmo Souza: A ex-mulher e mãe das filhas do goleiro Bruno, foi acusada pelo sequestro e cárcere privado de Bruninho. Em 2013, ela foi julgada ao lado do atleta, em juri popular, mas foi absolvida.

Fernanda Gomes de Castro: Em novembro de 2012, a ex-amante do goleiro Bruno foi condenada pelo sequestro e cárcere privado de Eliza Samudio e do filho da ex-modelo. A pena estipulada para ela, que será revista pelo TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais), foi de cinco anos em regime aberto. Em 2013, ela foi aprovada no vestibular para cursar direito.

O ex-goleiro do Flamengo foi condenado pelo homicídio triplamente qualificado e ocutação de cadáver de Eliza Samudio, bem como do sequestro do menor Bruno Samudio, filho dele com a ex-modelo. A pena determinada foi de 22 anos e três meses de prisão em regime fechado. Fernandes está preso no presídio de Varginha, no sul de Minas Gerais, e ganhou autorização para trabalhar dando aulas de futebol para crianças.

As informações são do R7