• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Suspeito de integrar quadrilha de tráfico de drogas em Santa Rita é preso enquanto dormia

  • COMPARTILHE
Polícia

Suspeito de integrar quadrilha de tráfico de drogas em Santa Rita é preso enquanto dormia

Segundo a polícia, Lauriel Olívio Alvarenga, vulgo Leléo, também é suspeito de cometer um homicídio, no dia 19 de junho. Outros três suspeitos estão sendo procurados pela polícia

Redação Folha Vitória


Um suspeito de homicídio e de integrar o tráfico de drogas no bairro Santa Rita, em Vila Velha, foi preso no início da manhã desta quarta-feira (13), durante uma operação da Polícia Civil na região. Lauriel Olívio Alvarenga, vulgo Leléo, de 27 anos, foi detido em casa por policiais da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Vila Velha e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), enquanto dormia.

De acordo com o delegado Brenno Andrade, da DCCV de Vila Velha, Lauriel é suspeito de participar do assassinato de um homem em Alecrim, no dia 19 de junho deste ano.

"O Lauriel estava em sua residência e a equipe da Delegacia de Crimes Contra a Vida de Vila Velha chegou ao local por volta das 6 horas, ao nascer do dia. Ele se encontrava dormindo, entramos na residência e efetuamos a prisão. Não havia droga no local, até porque nós temos a informação de que a quadrilha não fica com droga no mesmo local em que eles geralmente passam a noite, até mesmo para evitar um flagrante da polícia", ressaltou o delegado.

A operação desta quarta-feira foi realizada nos bairros Santa Rita, Primeiro de Maio e Alecrim e teve a participação de 60 policiais. O objetivo foi cumprir quatro mandados de prisão e de busca e apreensão. 

A ação ocorreu após contantes tiroteios motivados pela guerra do tráfico de drogas na região. O último tiroteio aconteceu na manhã de terça-feira (12).

"Recentemente no bairro Santa Rita, Primeiro de Maio e Alecrim ocorreram alguns homicídios e aí começamos a investigação para saber o que de fato aconteceu. Verificamos que, a princípio, seria uma disputa entre quadrilhas rivais pelo controle do tráfico de drogas. A partir daí então começamos a levantar quem seriam os autores do crime", frisou Brenno Andrade.

Ainda segundo o delegado, além de provocar tiroteios no bairro, a quadrilha da qual Lauriel faz parte é suspeita de invadir várias residências na região, ameaçando, amedrontando e colocando os moradores das casas nas ruas. Além disso, a organização criminosa também é suspeita de praticar três homicídios em apenas dois meses.

"O local ali é dominado pela lei do silêncio e os moradores que não colaboram são violentados, ameaçados e, muitas vezes, são expulsos da residência por esses criminosos. E, muitas vezes, essas residências são usadas para serem pontos de tráfico de drogas", afirmou.

Os outros três mandados de prisão não foram cumpridos, pois os policiais não localizaram os suspeitos. São eles: Jackson dos Santos Sodré, vulgo "Jackson Paraíba", de 23 anos, Maycon dos Santos, vulgo "Maycon Chefinho", de 21, e Rodrigo Lopes Escalfoni, de 21. A polícia segue na busca dos foragidos.

"Algumas das pessoas que foram objetos desse mandado não foram encontradas nas suas residências. Contamos com o apoio da população, através do disque-denúncia 181, que é muito importante e tem ajudado na elucidação dos crimes e identificação dos autores. E a Polícia Civil continua trabalhando", destacou Brenno Andrade.


Arma apreendida

Já na tarde desta quarta-feira (13), policiais militares do 4º Batalhão apreenderam uma arma de fogo calibre .12, de fabricação caseira, municiada com duas munições do mesmo calibre, no bairro Primeiro de Maio.

Durante o patrulhamento tático, a equipe desembarcou da viatura e iniciou uma patrulha a pé pelo Beco da Felicidade, onde avistaram um indivíduo, Ao perceber a presença policial, o suspeito fugiu e deixou para trás a arma apreendia. Após buscas no local, os militares encontraram mais duas munições calibre .12.

Todo o material apreendido foi encaminhado à 2ª Delegacia Regional de Vila Velha.