• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

BC assina acordo de cooperação para 'cidadania financeira'

  • COMPARTILHE
Economia

BC assina acordo de cooperação para 'cidadania financeira'

Instituições vão realizar pesquisas e divulgar conteúdo voltado às finanças pessoais

O Banco Central fechou um acordo de cooperação técnica com a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e com o Serviço de Proteção ao Crédio (SPC Brasil). O objetivo é melhorar a relação dos consumidores com suas finanças pessoais.

Focado em cidadania financeira, o acordo tem duração de dois anos, período no qual as instituições vão produzir pesquisas e disseminar conteúdos sobre educação financeira, crédito e consumo.

"Estamos unindo forças, acumulando informações das instituições para poder formular estratégias e iniciativas para auxiliar a população para administrar seus recursos", explica a economista-chefe do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), Marcela Kawauti. As instituições farão um intercâmbio de dados, casando demandas e acessos a serviços financeiros.

De acordo com o indicador mensal Uso do Crédito no Brasil, do CNDL/SPC, em janeiro 22% dos brasileiros tiveram crédito negado ao tentar parcelar uma compra em estabelecimentos comerciais ou ao tentar contratar serviços a prazo. Para 36% deles, faltaram comprovação ou renda suficiente e um em cada três teve restrições ao CPF por inadimplência.

Para Marcela, o acordo tem como proposta melhorar a vida das pessoas. "Buscamos educar as pessoas ao que diz respeito ao dinheiro e consumo, e também temos o objetivo de incluir pessoas que hoje sequer tem conta bancária." O BC informa que o número de pessoas com conta em banco cresceu 3,3% nos últimos dez anos e também alerta para o mau uso do crédito.

Por esse motivo, a primeira pesquisa a ser realizada após a parceria é sobre crédito, como o brasileiro usa o crédito? "Queremos entender como as pessoas usam o cartão e outras formas de crédito e se sabem administrar suas finanças para isso." Na sequência, a ideia é abordar a educação financeira e por fim o comportamento do consumidor. "Esses estudos são a base para novas ações com foco em cidadania financeira."

Além das pesquisas, o conteúdo de educação financeira produzido pelo Banco Central será compartilhado nos canais que o SPC oferece aos consumidores. Em contrapartida, as pesquisas serão compartilhadas com o BC. "É importante para a economia dos país que todos os brasileiros tenham seu orçamento organizado."