• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

IBC-BR cai 0,56% em janeiro ante dezembro de 2017, com ajuste, revela BC

  • COMPARTILHE
Economia

IBC-BR cai 0,56% em janeiro ante dezembro de 2017, com ajuste, revela BC

A economia brasileira começou o ano de 2018 em contração. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) recuou 0,56% em janeiro ante dezembro de 2017, na série com ajuste sazonal, informou nesta segunda-feira, 19, a instituição.

O índice de atividade calculado pelo BC passou de 138,99 pontos para 138,21 pontos na série dessazonalizada entre dezembro de 2017 e janeiro de 2018. Essa é a primeira queda desde agosto do ano passado, quando o índice havia recuado 0,32% (na série revisada) na comparação com o mês anterior na série com ajuste.

A queda do IBC-Br ficou dentro do intervalo obtido entre 28 estimativas do mercado financeiro coletadas pelo Projeções Broadcast, que previam desde a queda de 2,60% à expansão de 0,20% na comparação mensal. O número divulgado, porém, ficou melhor que a mediana que indicava expectativa de queda de 0,80%.

Na comparação entre os meses de janeiro de 2018 e 2017, houve alta de 2,97% na série sem ajustes sazonais. Nesta série, o IBC-Br marcou 133,07 pontos em janeiro, ante 129,23 pontos em igual mês do ano passado. Na comparação anual, o resultado também ficou dentro das projeções coletadas pelo Projeções Broadcast, que variaram de +1,20% a +3,35%, com mediana de +2,40%.

Considerado uma prévia do BC para o PIB por analistas, o IBC-Br serve como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses.

Média do trimestre

O IBC-Br registrou alta de 1,32% no acumulado do trimestre encerrado em janeiro de 2018 na comparação com o trimestre anterior (agosto a outubro) pela série ajustada do Banco Central. Já na comparação dos três meses até janeiro de 2018 ante igual período até janeiro de 2017, o índice subiu 2,51% pela série observada. No acumulado em 12 meses até janeiro de 2018, o índice registra expansão de 1,20% na série sem ajuste sazonal.

Como de costume, o Banco Central revisou dados do Índice na margem, na série com ajuste. O indicador de dezembro de 2017 na comparação com novembro ficou ligeiramente menos vigoroso, e passou de +1,41% para +1,16%. Em novembro, o IBC-Br passou de +0,30% para +0,42%. Em outubro, o índice foi de +0,42% para +0,29%. No caso de setembro, a revisão foi de +0,38% para +0,35%. O dado de agosto foi de -0,27% para -0,32% e o de julho passou de +0,35% para +0,29%.