• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Inauguração do aeroporto deve atrair novos investimentos para o Espírito Santo

  • COMPARTILHE
Economia

Inauguração do aeroporto deve atrair novos investimentos para o Espírito Santo

A inauguração está prevista para acontecer nesta quinta-feira (29), com a presença do presidente Michel Temer

Iures Wagmaker

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação/Prefeitura de Vitória

A inauguração do novo Aeroporto de Vitória, prevista para esta quinta-feira (29), às 11 horas, gera expectativas de que novos investimentos aconteçam no Espírito Santo. Dentre as propostas do Governo do Estado estão as operações de novos vôos com destinos nacionais e internacionais, melhorias na logística para cargas e valorização do turismo capixaba.

Em coletiva realizada na manhã desta quarta-feira (29), no Palácio Anchieta, em Vitória, o governador Paulo Hartung destacou a importância do Espírito Santo para a economia nacional. "Temos uma localização geográfica privilegiada. Quando pensamos em um pulmão de logística do país, isso passa pelo Espírito Santo. Somos uma porta de entrada de produtos externos e também de saída de produtos brasileiros para o mundo", salientou.

De acordo com Hartung, para que o Estado se torne, de fato, o "pulmão" logístico do país, é preciso trabalhar na estrutura dos transportes, seja por vias aéreas, marítimas, ferroviárias e das rodovias. Um dos próximos passos para essa melhoria, será a construção do Aeroporto Regional de Linhares, no Norte do Espírito Santo.

Novos investimentos

Hartung também informou que vai aproveitar a ocasião da presença do presidente da República, Michel Temer, na inauguração do Aeroporto para reivindicar alguns assuntos importantes para o desenvolvimento do Espírito Santo. "Um dos assuntos importantes é a ferrovia, ligando a Grande Vitória à divisa com o Rio de Janeiro. No futuro, vai ser uma ligação Vitória - Rio. Vamos aproveitar que a Vale tem que renovar a concessão e eles precisam pagar por isso. Queremos que esse dinheiro seja usado para a construção dessa ferrovia", disse o governador.

Outra reivindicação será a respeito da duplicação da BR 262. Já foi dada a ordem de serviço, mas as obras nos primeiro oito quilômetros ainda não foram iniciadas. "Importante também falar sobre o Contorno do Mestre Álvaro para tirar o tráfego de passagem de Carapina, ajudando quem vai para norte do Espírito Santo ou Nordeste do país, bem como quem vem no sentido contrário", completou Hartung.

Sobre o novo aeroporto, o governador ressaltou que, a partir da próxima quinta-feira (30), haverá uma maior capacidade de movimentar pessoas e cargas. "Na hora de atrair investimentos para o Estado, faz diferença ter uma porta de entrada bem organizada, como vamos passar a ter. Dá uma boa impressão a quem vem de outras partes do Brasil e do mundo", disse.

Novos vôos

De acordo com o secretário de Estado da Fazenda, Bruno Funchal, já está em negociação a operação de novos vôos e novas companhias aéreas no aeroporto. Para isso, uma das propostas é a redução de impostos. "O passo do governo gira em termo de redução da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da querosene de aviação e o que as empresas vão trazer em contrapartida para o Estado", explicou o secretário.

Licença de Operação

Na ocasião da coletiva, o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado (Iema) concedeu à Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), a Licença de Operação da ampliação do Aeroporto de Vitória, assinada na presença do governador Paulo Hartung.

O secretário de Estado do Meio Ambiente, Aladim Cerqueira, destacou a importância dos estudos realizados para a execução das novas obras. Segundo o mesmo, tudo passou por um planejamento visando o meio ambiente. "Essa obra foi planejada para garantir uma plena integração com a cidade de Vitória, indo de encontro ao anseio da sociedade, pela necessidade de uma infra-estrutura à altura dos anseios da comunidade", ressaltou.