• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Setor público tem déficit primário de R$ 17,414 bilhões em fevereiro, diz BC

  • COMPARTILHE
Economia

Setor público tem déficit primário de R$ 17,414 bilhões em fevereiro, diz BC

O setor público consolidado (Governo Central, Estados, municípios e estatais, com exceção de Petrobras e Eletrobras) apresentou déficit primário de R$ 17,414 bilhões em fevereiro, informou nesta quarta-feira, 28, o Banco Central. Em janeiro, havia sido registrado superávit de R$ 46,940 bilhões e, em fevereiro de 2017, déficit de R$ 23,468 bilhões.

O resultado primário consolidado do mês passado ficou dentro do intervalo das estimativas de analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, que apontavam déficit de R$ 20 bilhões a R$ 13 bilhões. Mas o déficit foi maior que a mediana das previsões, negativa em R$ 16,7 bilhões.

O resultado fiscal de fevereiro foi composto por um déficit de R$ 19,005 bilhões do Governo Central (Tesouro, Banco Central e INSS). Já os governos regionais (Estados e municípios) influenciaram o resultado positivamente com R$ 2,030 bilhões no mês, sendo que os Estados registraram superávit de R$ 1,224 bilhão e os municípios tiveram resultado positivo de R$ 806 milhões. As empresas estatais registraram déficit primário de R$ 438 milhões.

12 meses

As contas do setor público acumulam um déficit primário de R$ 94,300 bilhões em 12 meses até fevereiro, o equivalente a 1,43% do Produto Interno Bruto (PIB), informou o Banco Central. O déficit primário do setor público consolidado considerado pelo governo é de R$ 161,3 bilhões para 2018.

O déficit fiscal nos 12 meses encerrados em fevereiro pode ser atribuído ao rombo de R$ 98,440 bilhões do Governo Central (1,49% do PIB). Os governos regionais (Estados e municípios) apresentaram um superávit de R$ 4,005 bilhões (0,06% do PIB) em 12 meses até fevereiro.

Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 3,689 bilhões, os municípios tiveram um saldo positivo de R$ 315 milhões. As empresas estatais registraram um resultado positivo de R$ 135 milhões no período.

Déficit nominal

O setor público consolidado registrou um déficit nominal de R$ 45,806 bilhões em fevereiro. Em janeiro, o resultado nominal havia sido superavitário em R$ 18,626 bilhões e, em fevereiro de 2017, deficitário em R$ 54,244 bilhões.

No mês passado, o Governo Central registrou déficit nominal de R$ 41,114 bilhões. Os governos regionais tiveram saldo negativo de R$ 3,744 bilhões, enquanto as empresas estatais registraram déficit nominal de R$ 948 milhões.

Em 12 meses até o mês passado, o déficit nominal correspondeu a 7,34% do PIB, com saldo negativo de R$ 484,644 bilhões.

Gasto com juros

O setor público consolidado teve gasto de R$ 28,393 bilhões com juros em fevereiro. A despesa foi bem parecida com a registrada em janeiro, quando a conta somou R$ 28,314 bilhões em janeiro, informou o Banco Central.

O Governo Central teve no mês passado despesas na conta de juros de R$ 22,109 bilhões. Já os governos regionais registraram gasto de R$ 5,773 bilhões e as empresas estatais, de R$ 510 milhões.

Em 12 meses, as despesas com juros caíram de um mês para o outro, de R$ 392,727 bilhões em janeiro para R$ 390,334 bilhões em igual período de 12 meses até fevereiro (5,91% do PIB).