• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mercado prevê reajuste de 13% nos planos de saúde

  • COMPARTILHE
Economia

Mercado prevê reajuste de 13% nos planos de saúde

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) deve divulgar o índice de reajuste anual dos planos de saúde individuais e familiares no próximo mês

Carolina Brasil

Redação Folha da Cidade
Em 2017, a agência reguladora fixou em até 13,55% o índice de reajuste a ser aplicado aos planos de saúde médico-hospitalares individuais e familiares

Enquanto a previsão assusta usuários que ainda se mantêm em planos de saúde, o gerente comercial Níger Samuel Silva, morador de Guarapari, ainda não sabe o que fazer caso se confirme. “Com o aumento de 2016, minha esposa e eu optamos por trocar de operadora para manter o valor gasto com o nosso plano familiar. Ano passado, tivemos que sair para manter o benefício aos nossos filhos. Se esse reajuste se confirmar, vamos precisar pensar em alternativas”, comentou. Samuel está entre os 280 mil usuários que deixaram de ter plano médico-hospitalar em 2017, no Brasil, de acordo com dados da ANS.

Em 2017, a agência reguladora fixou em até 13,55% o índice de reajuste a ser aplicado aos planos de saúde médico-hospitalares individuais e familiares. No caso dos planos coletivos, com até 30 pessoas, o aumento foi entre 20 e 30%, enquanto nos planos empresariais o reajuste chegou a 40%. A previsão é que esses números se repitam.

Controle

O Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou, recentemente, um relatório que aponta falhas na definição dos tetos para os reajustes e determina que a ANS melhore o controle para evitar aumentos abusivos.