• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Correios estudam realizar demissões e fechar agências no Espírito Santo

  • COMPARTILHE
Economia

Correios estudam realizar demissões e fechar agências no Espírito Santo

Atualmente, os Correios contam com 6.511 agências próprias. E a estratégia da empresa será ampliar a rede de agências franqueadas, pouco mais de mil hoje

Em recente declaração do presidente interino dos Correios, Carlos Fortner, a diretoria da empresa aprovou em fevereiro a proposta de fechamento de 513 agências, inclusive no Espírito Santo, e a demissão de aproximadamente cinco mil servidores em todo o território nacional.

Apesar de Fortner negar que os números estão fechados, ele ressalta que esse valor pode aumentar ou diminuir a depender do estudo que será divulgado ainda nesta semana.

Com quatro anos seguidos de prejuízo, os Correios estudam fechar agências próprias em grandes centros urbanos de todos os Estados brasileiros, e a fusão de agências faz parte de um plano de economia que está sendo implementado pela direção da empresa.

Números

Atualmente, os Correios contam com 6.511 agências próprias. E a estratégia da empresa será ampliar a rede de agências franqueadas, pouco mais de mil hoje. 

Com o fechamento de agências próprias, os Correios economizam nos custos de manutenção ou aluguel dos imóveis e no enxugamento do quadro de funcionários. Há negociações para que os franqueados possam também oferecer serviços financeiros por meio do Banco Postal.

Espírito Santo

A assessoria dos Correios no Espírito Santo foi procurada e respondeu que o redesenho da rede de atendimento visa a melhoria dos serviços à população e que, ao final de sua implantação, o número de canais disponibilizados para o atendimento ao público será maior do que o número de agências hoje existentes no país.

Além disso, ressaltou que ainda não há definição de quantas unidades terão suas atividades encerradas, pois a empresa vem realizando estudos pormenorizados de readequação de sua rede, o que inclui não apenas a sua rede física de atendimento como também novos canais digitais e outras formas de autosserviços. Tais estudos são, inclusive, acompanhados pelo Tribunal de Contas da União, pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

A resposta da empresa ainda afirma que dentre os objetivos desse projeto está contemplada a modernização da empresa para torná-la mais ágil, competitiva e sustentável, gerando não apenas benefícios para a sociedade como também resultados para o seu acionista controlador: o Tesouro Nacional. E que as conclusões alcançadas pelos estudos necessários a este projeto somente serão divulgadas após a exaustiva avaliação interna dos Correios e externa pelos órgãos competentes, processo este ainda em curso. 

Com relação às demissões, os correios informam que ainda existem uma série de etapas antes de se chegar a uma demissão motivada.