• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Estoque de grãos no Porto de Paranaguá cai para 48% por causa dos bloqueios

  • COMPARTILHE
Economia

Estoque de grãos no Porto de Paranaguá cai para 48% por causa dos bloqueios

O nível de reservas em 48% representa 590 mil toneladas do total de 1,2 milhão de toneladas

Os estoques de grãos para exportação nos armazéns do Porto de Paranaguá, que na quinta-feira, 24, estavam em 51% da capacidade total, baixaram 3 pontos porcentuais nesta sexta-feira, 25, para 48%, informou a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) ao Broadcast Agro, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado. O nível de reservas em 48% representa 590 mil toneladas do total de 1,2 milhão de toneladas em grãos.

A diminuição nos estoques se dá em virtude da greve nos caminhoneiros que completa cinco dias nesta sexta. A categoria protesta contra tributos e reajuste no óleo diesel. Na possibilidade de extensão das paralisações, a Appa acredita que o atual nível de reservas permita a continuidade dos embarques por cerca de nove dias.

"O porcentual de estoques abaixou pouco, em apenas 3 pontos, porque está chovendo, então, mesmo que não houvesse greve, a unidade não faria embarque de grãos", informa a assessoria da Appa.

O movimento diário continua 27% menor, de 150 mil toneladas para 110 mil toneladas. A exportações de granéis diminuíram de 15 mil toneladas por dia, passando de 85 mil para 60 mil toneladas.

A movimentação de desembarque de fertilizantes recua 25 mil toneladas ao dia para 10 mil toneladas. Já o movimento de granéis líquidos mantém sua média diária de 40 mil toneladas.