• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

FUP fará reunião neste sábado para reavaliar cronograma de greve de petroleiros

  • COMPARTILHE
Economia

FUP fará reunião neste sábado para reavaliar cronograma de greve de petroleiros

Dirigentes da Federação Única dos Petroleiros (FUP) farão uma reunião virtual na tarde deste sábado, 26, para discutir a possibilidade de paralisações, no contexto do de greve dos caminhoneiros. Na semana retrasada, a FUP aprovou greve por tempo indeterminado, mas sem definir uma data de início. Segundo o coordenador-geral da FUP, José Maria Rangel, os protestos nas estradas podem acelerar o cronograma de atividades de greve definido pela entidade.

Ao aprovar a greve semana retrasada, a FUP divulgou um calendário que previa a definição da data de início da greve para o próximo dia 12, mas isso pode ser antecipado. "Vamos fazer algumas reavaliações", disse Rangel, se referindo à reunião deste sábado.

Segundo o líder sindical, o movimento dos caminhoneiros "jogou luz" sobre a política de preços da Petrobras, assunto que vem sendo tratado pela FUP "há bastante tempo". "A questão central nos preços dos combustíveis não são os tributos, é a política do Pedro Parente", disse Rangel, se referindo ao presidente da Petrobras.

Mais cedo, trabalhadores da Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), unidade da estatal instalada em Canoas, região metropolitana de Porto Alegre, cruzaram os braços no turno de 8 horas a 16 horas, informou o Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Sul (Sindipetro-RS).

Segundo Rangel, a paralisação faz parte do cronograma de greve da FUP, que dedicou a semana do dia 21 ao 24 a "mobilização e agitação". O coordenador-geral da FUP informou que, ao longo da semana, houve paradas semelhantes nas refinarias Reduc, no Rio, e Regap, em Minas Gerais.

A assessoria de imprensa da Petrobras informou mais cedo que a operação da Refap não foi afetada neste sábado. Isso porque os trabalhadores do turno anterior, de meia-noite às 8 horas, assumiram os trabalhos. Segundo a Petrobras, há bloqueios em várias refinarias, mas nenhuma unidade teve impacto na operação de produção.