• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Liberação de recursos de poupadores gera impacto no consumo, diz Febraban

  • COMPARTILHE
Economia

Liberação de recursos de poupadores gera impacto no consumo, diz Febraban

O presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal, disse acreditar que o acordo com os poupadores que reclamavam a correção das cadernetas pelos planos econômicos ajudará na retomada da economia. Segundo o executivo, o acerto ajudará especialmente pequenos poupadores, já que 65% das adesões têm até R$ 5 mil a receber.

Após cerimônia para o lançamento da plataforma de adesão ao acordo com os bancos no Palácio do Planalto, Portugal disse que "com certeza" a liberação de recursos aos poupadores ajudará no consumo, na retomada da economia.

Ele não fez um prognóstico de eventual impacto no Produto Interno Bruto (PIB), mas citou que a liberação ajuda a atividade ao transferir os recursos que estavam nos bancos e se transformarão em disponibilidade para as famílias.

Questionado sobre as cifras citadas pelo presidente Michel Temer de que o acordo poderia injetar até R$ 12 bilhões na economia, Portugal disse que não é possível falar em cifras porque o valor dependerá da adesão dos poupadores ao acordo.

Em rápida entrevista depois do evento, Portugal disse que, com o acordo, termina um dos principais passivos cíveis do sistema financeiro brasileiro.

O presidente da Febraban disse que dois bancos já anunciaram que pagarão os valores à vista. Diante da estratégia dessas duas instituições, Portugal disse acreditar que outras instituições financeiras poderão aderir ao pagamento à vista.