• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Líder do PDT na Câmara cobra demissão de Parente da Petrobras

  • COMPARTILHE
Economia

Líder do PDT na Câmara cobra demissão de Parente da Petrobras

Assim como outros integrantes da oposição e da própria base do governo Michel Temer, o líder do PDT na Câmara, deputado André Figueiredo (PDT-CE), cobrou a demissão do presidente da Petrobras, Pedro Parente, diante da crise com a greve dos caminhoneiros. Além disso, Figueiredo disse que a política de reajuste dos preços da Petrobras precisa ser revista imediatamente, e não é possível aguardar o próximo governo eleito.

"A situação do presidente da Petrobras, no nosso entender, está insustentável, e essa política de preços da Petrobras precisa ser revista de imediato. Não tem como aguentar até o período eleitoral", disse o parlamentar ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado. "Ele não tem mais condições de permanecer no cargo, até porque ele mesmo declarou, desafiando a autoridade do presidente da República, que já não tem quase nenhuma, que se fosse mexer na política de preço da Petrobras ele sairia. Qualquer um que tivesse o mínimo de moral, sendo presidente da República, diria: então saia."

Para o líder do PDT, a política de preços da estatal causou esse "pandemônio", referindo-se à crise da greve dos caminhoneiros.

Ele criticou ainda o uso das Forças Armadas, autorizado pelo presidente Michel Temer, "que agrava ainda mais a situação". "Um verdadeiro absurdo, isso pode gerar um caos ainda maior em um governo que não tem autoridade e credibilidade para promover o mínimo de acordo."