São Mateus: Marcopolo quer atingir 100% da capacidade; pimenta-rosa do município ganha o mundo

RIQUEZAS DE NORTE A SUL

Economia

São Mateus: Marcopolo quer atingir 100% da capacidade; pimenta-rosa do município ganha o mundo

A cidade no Norte do Espírito Santo é uma potência econômica e tema do episódio da série Riquezas de Norte a Sul, da TV Vitória

Foto: TV Vitória

Instalada em São Mateus desde 2014, a Marcopolo, empresa referência mundial na fabricação de ônibus, anunciou que vai atingir sua produção máxima pela primeira vez no Espírito Santo. De acordo com gerente industrial, Cristiano Manica, atualmente a produção diária é de 17 veículos, mas em agosto deve atingir 20 por dia.

A unidade de São Mateus, cidade ao norte do Estado, é a mais moderna da companhia. Já produziu mais de sete mil ônibus, emprega 1500 pessoas e contribui para desenvolvimento econômico do município. Uma exigência da prefeitura, de acordo com o secretário de Planejamento, Captação de Recursos e Desenvolvimento Econômico, Delcimar Oliveira.

LEIA TAMBÉM: Café conilon de São Gabriel da Palha atinge pontuação recorde após parceria com Ifes

Além de emprego, a Marcopolo oferece capacitação. Ela possui uma universidade dentro do complexo onde está instalada. Desde 2020, já formaram 300 pessoas. Uma delas é Sônia Caetano. Com 50 anos de idade, se tornou soldadora. “Ninguém acredita que eu, mulher, me tornei soldadora. A minha vida mudou completamente depois que fiz o curso e vim trabalhar aqui”, conta Sônia.

“São Mateus tem atraído grandes empresas para o Polo Industrial, localizado ao lado da BR-101, numa área ideal para expansão das indústrias. Nosso objetivo é gerar emprego e renda para o município”, explica o secretário

Desenvolvimento agro-econômico

Desenvolvimento em São Mateus envolve geração de empregos. Seja na área urbana ou na rural. O município também é conhecido pelas especiarias. Inclusive, é o maior produtor e exportador de pimenta-rosa do mundo. 

O fruto da auroeira é utilizado na culinária e na farmacologia. Reginaldo Castro da Silva, produtor rural e presidente da Associação de Produtores de Arueira do estado, a Nativa, explica que uma planta tem alta produtividade. De acordo com o manejo, árvores com mais de sete anos podem produzir até 20kg de pimenta-rosa.

*Texto escrito pela jornalista Adriana Berlink, da TV Vitória/Record TV.