• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Abegás: Com menos geração térmica, consumo de gás natural cai 6,7% em abril

  • COMPARTILHE
Economia

Abegás: Com menos geração térmica, consumo de gás natural cai 6,7% em abril

Os dados são de levantamento divulgado nesta quinta-feira pela da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás)

O consumo de gás natural no País recuou 6,7% em abril, na comparação com o mesmo período do ano passado, um comportamento em grande medida influenciado pela queda de 23,2% no volume de gás direcionado para a produção de energia elétrica. Na comparação com março, o consumo total do combustível se manteve praticamente estável (-0,33%), enquanto no acumulado em quatro meses verifica-se um aumento de 4,75%. Os dados são de levantamento divulgado nesta quinta-feira pela da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás).

A entidade salientou o desempenho do segmento industrial, que apresentou um aumento do consumo de 3,2% frente aos dados de março deste ano, mesmo índice verificado na comparação com igual mês do ano passado. Considerando o período de janeiro a abril, a alta é de 5,8% ante igual etapa de 2017. Outro destaque foi o segmento automotivo, com uma expansão de 12,7% na demanda por gás natural veicular (GNV) em relação a abril do ano passado. Na comparação com março, houve queda de 1,69%.

"O aumento do consumo de gás natural é um indicador da gradual recuperação da economia em 2018. O consumidor final vem percebendo cada vez mais a economia em rodar com GNV diante da alta nos preços dos combustíveis líquidos", disse o presidente executivo da Abegás, Augusto Salomon.

Dentre os demais segmentos de consumo, as residências reduziram seu consumo em 8,7% frente abril de 2017 e em 1,2% ante março. Já os consumidores comerciais demandaram 3,9% mais na comparação anual e apresentaram leve crescimento (0,99%) ante o mês anterior.

A Abegás destacou, ainda, que o número de consumidores de gás natural em abril ultrapassou a marca dos 3,36 milhões, sendo 3.161 indústrias, 39.377 estabelecimentos comerciais, 3.319.369 consumidores residenciais e 1.567 postos que distribuem GNV.