• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Preços dos combustíveis recuaram 3,16% no IPCA-15 de julho, afirma IBGE

  • COMPARTILHE
Economia

Preços dos combustíveis recuaram 3,16% no IPCA-15 de julho, afirma IBGE

A gasolina passou a custar 2,98% menos, enquanto o litro do etanol ficou 4,81% mais barato

Rio - Os preços dos combustíveis voltaram a recuar em julho, como reflexo dos reajustes recentes anunciados pela Petrobras nas refinarias. A queda foi de 3,16%, dentro do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) do mês, informou nesta quinta-feira, 20, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A gasolina passou a custar 2,98% menos, enquanto o litro do etanol ficou 4,81% mais barato. Como consequência, o grupo Transportes registrou a maior queda entre os nove que integram o IPCA-15, com redução de 0,64% em julho. A taxa só não foi ainda menor porque houve pressão das passagens aéreas, que subiram 5,77%.

Regiões

A deflação de 0,18% registrada em julho pelo IPCA-15 foi fruto de quedas de preços em todas as regiões pesquisadas, com exceção de Curitiba, onde houve ligeira alta de 0,01%. O resultado positivo na capital do Paraná foi decorrente do reajuste de 7,09% nas tarifas de energia elétrica, vigente desde 24 de junho deste ano.

O recuo mais intenso de preços foi na região metropolitana de São Paulo, com deflação de 0,29%, puxada pela queda de 4,22% nos combustíveis. O litro da gasolina ficou 3,85% mais barato na região, enquanto o etanol caiu 5,88%.

Os demais resultados negativos ocorreram em Belo Horizonte (-0,05%), Goiânia (-0,06%), Fortaleza (-0,08%), Rio de Janeiro (-0,13%), Brasília (-0,13%), Recife (-0,18%), Belém (-0,22%), Porto Alegre (-0,24%) e Salvador (-0,25%).