• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Vitória sedia Fórum Nacional com secretários de planejamento

  • COMPARTILHE
Economia

Vitória sedia Fórum Nacional com secretários de planejamento

O evento, que conta com a participação de secretários de 20 estados, acontece até esta sexta-feira (14) e contará com palestras e debates que possam auxiliar na formulação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento econômico

Desenvolvimento, crescimento econômico e planejamento das cidades e estados brasileiros. Esses são os principais temas do 69º Fórum do Conselho Nacional de Secretários Estaduais do Planejamento (Conseplan), que está sendo realizado em Vitória desde a manhã desta quinta-feira (13).

O evento, que conta com a participação de secretários de planejamento de cerca de 20 estados, acontece até esta sexta-feira (14) e contará com palestras e debates que possam auxiliar na formulação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento dos Estados, visando ao crescimento econômico, com respeito a meio ambiente, justiça e inclusão social.

Presidido pelo secretário de Economia e Planejamento do Estado, Regis Mattos Teixeira, a abertura do Fórum contou a presença do governador Paulo Hartung (PMDB), que fez uma avaliação do momento econômico vivido pelo país.

"É triste ver o país na forma como ele se encontra. Mas não sou pessimista. Acho que vamos sair dessa, porque o pior já passou. Neste momento, temos que fazer o que é preciso, ser proativos, conversar mais com a sociedade e dar o choque de modernidade necessário que o Brasil precisa para tornar-se mais competitivo, neste mundo integrado em que vivemos”, frisou Hartung.

Este é o segundo grande evento sediado no Espírito Santo em julho. Na semana passada, Vitória recebeu também a 1ª Conferência Internacional de Portos.

Palestras

A primeira palestra desta quinta-feira foi realizada pelo professor de economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV) André Portela de Souza, que abordou a busca de eficiência nas políticas públicas, destacando a necessidade dos gastos públicos serem sustentáveis.

Portela explicou também sobre um estudo que trata sobre os gastos com programas sociais, como o Bolsa Família e Fundo de Garantia Sobre Tempo de Serviço (FGTS), que entre 1994 e 2016, atingiu a marca de R$ 200 bilhões. “Boa parte desses recursos não protegeu o trabalhador. O desenho das nossas políticas públicas precisa ser revisto”, disse Portela.

Além dele, o Conseplan também conta com outras palestras, sobre “Cenário Econômico”; “Cooperação Técnica com os Estados”, "Governo Digital" e “Experiências internacionais em Planejamento e Orçamento”.