• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Aeroporto de Vitória ganha máquina de flores

  • COMPARTILHE
Economia

Aeroporto de Vitória ganha máquina de flores

A Flower Machine conta com opções a partir de R$ 8,90 e funciona 24 horas por dia

Quem for recepcionar alguém ou chegar ao Aeroporto de Vitória já pode contar com uma ajuda prática ajuda para deixar os encontros ou reencontros mais coloridos e perfumados. O Aeroporto Internacional Eurico de Aguiar Salles acaba de ganhar um máquina de flores, que tem o funcionamento parecido com um máquina de refrigerantes e foi desenvolvida na Itália. 

Iniciativa pioneira no Estado, a Flower Machine é uma é de uma floricultura  de Curitiba, que já instalou máquina em 27 aeroportos brasileiros, além de shoppings, rodoviárias e outros espaços de grande movimentação. Para fazer a compra, o cliente precisa apenas escolher a flor e passar o cartão de crédito ou débito. 

"A Flower Machine disponibiliza 80 buquês de flores nacionais e importadas que podem ser adquiridas com agilidade e segurança.  Em pouco mais de um minuto, o cliente escolhe sua flor, paga no cartão e retira o pedido, com opções a partir de R$ 8,90", detalha Bruno José Esperança, diretor geral da Esalflores.

Para garantir a qualidade das flores, a máquina possui um sistema especial de refrigeração que consegue simular o mesmo ambiente de uma câmara fria profissional, mantendo os arranjos bonitos e saudáveis por mais tempo. 

"Para chegarmos ao modelo final da Flower Machine, passamos por alguns meses de experiência, estudos e modificações. A nossa grande preocupação era encontrar uma forma para garantir a qualidade das flores, pois elas ficam acondicionadas dentro de uma máquina. Com o sistema de refrigeração exclusivo, conseguimos superar esse problema para oferecer um serviço pioneiro e de excelência. Além disso, a máquina ganhou o recurso da telemetria, tecnologia que possibilita, por exemplo, a gestão e o acompanhamento de necessidade de reposição de estoque a distância", completa Bruno José Esperança.