• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dinheiro falso e cheques sem fundos são alguns dos principais golpes no comércio, aponta especialista

  • COMPARTILHE
Economia

Dinheiro falso e cheques sem fundos são alguns dos principais golpes no comércio, aponta especialista

Também são comuns os casos em que valores não utilizados pelo cliente são identificados na fatura do cartão de crédito

Tanto para clientes como para lojistas, as fraudes são grandes vilãs para o bom funcionamento do comércio. A falsificação de cédulas de dinheiro é um dos golpes mais comuns, assim como a adulteração do número de cheques, entre outras ações realizadas para lesar os consumidores e comerciantes.

Além disso, são comuns os casos em que valores não utilizados pelo cliente são identificados na fatura do cartão de crédito. De acordo com a pesquisa Global Consumer Card Fraud 2016, quase metade da população brasileira (49%) já foi vítima de fraudes com cartões nos últimos cinco anos.

Com o aumento do uso de tecnologias da informação, a atuação dos malfeitores também tem se direcionado para canais como e-mail e celular, além de mensagens de texto. Segundo o perito Hildebrando Magno Rebello, por muitas vezes os cidadãos de bem desconhecem os perigos que norteiam as negociações efetuadas no dia a dia, o que facilita a ação dos criminosos.

Rebello estará no Espírito Santo no próximo dia 26, quando vai realizar uma palestra à convite do Sicoob Sul-Litorâneo, em Guarapari. No evento, o especialista vai abordar os aspectos de segurança que devem ser observados no momento da compra e da venda, as etapas de atuação dos golpistas e as principais técnicas para impedir perdas em várias outras formas de ações fraudulentas.

“As perdas por fraude normalmente são irrecuperáveis, ao contrário das perdas por inadimplência, que podem ser buscadas. Sobretudo nos canais digitais, o comerciante precisa ter cautela redobrada na hora de realizar a venda”, afirma Rebello, que há 26 anos ministra cursos na área e tem livros publicados sobre o assunto.

“Este encontro vai proporcionar mais conhecimento e, consequentemente, contribuir para a proteção da atividade econômica na região. A partir da experiência do palestrante, esperamos aperfeiçoar as boas práticas que evitam as fraudes no setor do comércio”, destaca Fábio Antônio Novaes, presidente do Sicoob Sul-Litorâneo.