• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cachoeiro terá novo mutirão de negociação de dívidas na próxima semana

  • COMPARTILHE
Economia

Cachoeiro terá novo mutirão de negociação de dívidas na próxima semana

O atendimento será limitado, e as senhas serão distribuídas, para o primeiro dia, às 8h. O evento será realizado até a próxima sexta-feira (24), na escola municipal Zilma Coelho Pinto, no bairro Ferroviários

Os consumidores de Cachoeiro e região que queiram negociar dívidas e tirar o nome dos órgãos de proteção ao crédito devem ficar atentos, pois na semana que vem o Procon Municipal, em parceria com o Procon Estadual, realiza o 9º Mutirão de Negociação. O evento será realizado de 20 a 24 de novembro, das 9h às 17h, na escola municipal Zilma Coelho Pinto, no bairro Ferroviários.

Ao todo, 11 empresas confirmaram presença no evento, incluindo bancos, concessionária de água, empresa de telefonia e financeiras, que estão entre os tipos de estabelecimentos mais demandados no órgão de defesa do consumidor de Cachoeiro, além da Câmara de Dirigentes Lojistas da cidade.

O atendimento será limitado, e as senhas serão distribuídas, para o primeiro dia, às 8h. Para os demais, às 14h do dia anterior, sem possibilidade de fazer reservas. Para participar, é preciso que o responsável pela dívida leve CPF, Carteira de Identidade, comprovante de renda e de residência, além da conta, que deve estar em atraso, no mínimo, há 60 dias. Em hipótese alguma serão atendidas pessoas com procuração ou pessoas jurídicas.

Do total de senhas fornecidas por cada empresa participante, que poderá ser conferido em tabela abaixo, 15% será destinado a atendimento preferencial para idosos com 60 anos ou mais, gestantes em adiantado estado de gravidez, portadores de necessidades especiais e pessoas com criança de colo.

De acordo com Coordenador do Procon de Cachoeiro, Marcos Cesário da Silva, mutirões como esse têm sido realizados com êxito e será importante para atender o grande número de demandas. “Muitos consumidores deixam de procurar o Procon por se sentirem constrangidos com a situação. Por isso, acreditamos que essa iniciativa possa incentivar as pessoas a negociar suas dívidas e sair dessa situação que causa diversos transtornos na vida do cidadão”, completa.