• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Maia: reforma da Previdência não interessa ao governo, interessa aos mais pobres

  • COMPARTILHE
Economia

Maia: reforma da Previdência não interessa ao governo, interessa aos mais pobres

Ao cobrar maior eficiência do governo, o presidente da Câmara pediu ainda que o Estado brasileiro pare de atrapalhar o Brasil. "Precisamos de Estado eficiente, que sirva à população."

Indicando uma posição favorável à votação da proposta que muda as regras da aposentadoria até o mês que vem, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu nesta quarta-feira, 22, que as distorções da Previdência Social sejam combatidas pela Casa Legislativa ainda neste ano. Durante a posse do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, o deputado classificou o modelo atual de aposentadorias e pensões como o maior programa de transferência de renda do País, ao permitir que os mais pobres financiem a aposentadoria dos mais ricos.

"A reforma da Previdência não interessa ao governo, mas sim aos brasileiros mais pobres", disse Maia

"O maior programa de transferência de renda não é o Bolsa Família, mas sim a Previdência, onde os pobres financiam os ricos. É essa distorção que queremos combater ainda neste ano", afirmou o parlamentar, em discurso proferido ao lado do presidente Michel Temer.

Maia deu ainda boas vindas ao ex-ministro Bruno Araújo - que transmitiu o cargo a Baldy e reassume o cargo de deputado para, como disse o presidente da Câmara, "ajudar nas reformas que o País precisa" - e agradeceu a Temer pela confiança na base governista. Ao cobrar maior eficiência do governo, o presidente da Câmara pediu ainda que o Estado brasileiro pare de atrapalhar o Brasil. "Precisamos de Estado eficiente, que sirva à população."