• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mais de 60% dos domicílios capixabas possuem acesso à internet

  • COMPARTILHE
Economia

Mais de 60% dos domicílios capixabas possuem acesso à internet

O número, revelado em uma pesquisa do IBGE, mostra que o Espírito Santo ainda está abaixo do nível nacional

A maioria dos acessos são realizados por meio de um smartphone | Foto: Reprodução/Pexels

O acesso à internet está crescendo em todo o Brasil e no Espírito Santo. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada nesta sexta-feira (24) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 63,5% dos domicílios capixabas possuem acesso à rede mundial de computadores.

O número mostra que o Espírito Santo está abaixo da média nacional, na qual 63,6% dos lares possuem acesso à internet. O estado capixaba e o de Mato Grosso são as únicas Unidades da Federação que não pertencem às regiões Norte e Nordeste. Nos estados do Ceará (48,9%), Alagoas (47,7%), Piauí (45,7%) e Maranhão (40,8%), menos da metade dos domicílios acessam a rede.

A pesquisa também mostrou a presença do telefone celular no Brasil. Somente na região Sudeste, na qual faz parte o Espírito Santo, 93,7% da população possui o aparelho. Os números são seguidos por 94,8% no Sul, 96,9% no Centro-Oeste, 88,2% no Nordeste e 88,1% no Norte do país.

O smartphone também é o meio por onde a maioria da população acessa a internet. Em todo Brasil, 60,3% da população navega pela rede com o aparelho, enquanto outros 40,1% usam outros meios, como computadores e notebooks. No Sudeste, enquanto 71,7% acessa a rede, 67,7% da navegação é realizada por um smartphone e 49,2% acessam pelo computador.

População

A pesquisa também revelou que, no critério de declaração de cor ou raça, a maior parte da população brasileira residente é parda: são 95,9 milhões de pessoas, representando 46,7% do total. Em 2012, início da Pnad Contínua, esse percentual era 45,3%.

O contingente de cor branca representava 44,2% do total populacional do país em 2016, com 90,9 milhões de pessoas. Em 2012, esse índice era de 46,6%. Mais 8,2% se declararam de cor preta, um total de 16,8 milhões de pessoas, no ano passado. Em 2012, eram 7,4%.

Entre as grandes regiões do país, 76,8% da população do Sul se declaravam branca, 18,7%, parda e 3,8%, preta. Na Região Norte, 72,3% da população eram parda, 19,5%, branca e 7%, preta. Na Região Sudeste, a que tem a maior proporção de população residente, 52,2% disseram ser brancos, 37,6%, pardos e 9%, pretos.