• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pesquisa confirma tendência de aumento no preço do m² de imóveis em Vitória

  • COMPARTILHE
Economia

Pesquisa confirma tendência de aumento no preço do m² de imóveis em Vitória

Em outubro, o valor médio do m² no Brasil atingiu o valor de R$ 4.857, o mais alto registrado em 2017

Desde março deste ano, o preço do m² para venda no Brasil valoriza a cada mês e em outubro registrou o maior valor de 2017. Este mês, o valor médio do m² ficou em R$ 4.857. O crescimento é de 0,06% quando comparado a setembro. Em relação ao mesmo período do ano passado, houve desvalorização nominal de 0,20%. O levantamento foi realizado pelo VivaReal.

A tendência de alta no preço para venda dos imóveis também se confirmou em Vitória. Em Janeiro, o valor médio do metro quadrado na capital era de R$ 5.755. Nos meses seguintes, fevereiro e março, os preços sofreram queda (R$ 5.728 e R$ 5.705 respectivamente), mas começaram a se recuperar novamente em abril, seguindo em alta até o mês de outubro, quando fechou em R$ 5.789.

O DMI (Dados do Mercado Imobiliário) contempla uma amostra de 30 cidades em diferentes regiões do País e considera mais de 2 milhões de imóveis usados disponíveis para compra ou aluguel.

Entre as 30 cidades analisadas, o DMI-VivaReal aponta as valorizações e desvalorizações no preço nominal médio do m² para venda. Em outubro de 2017, em comparação a setembro, 18 cidades registraram valorização no preço médio do m² para venda. Outras 6 cidades se mantiveram estáveis, e 6 cidades sofreram queda.

Vitória está entre as cidades que apresentaram o valor do metro quadrado para venda acima da média nacional (R$ 4.857/m²). Brasília lidera a lista ao atingir R$ 7.722/m², seguida por Rio de Janeiro (R$ 7.123/m²), São Paulo (R$ 6.923/m²), Recife (R$ 6.195/m²), Vitória (R$ 5.789/m²), Florianópolis (R$ 5.389/m²), Porto Alegre (R$ 5.164/m²), Salvador (R$ 5.102/m²), Santos (R$ 5.097/m²) e Curitiba (R$ 4.878). As cidades com valores abaixo da média nacional são: Campinas (R$ 4.800/m²), Fortaleza (R$ 4.650/m²), Belo Horizonte (R$ 4.619/m²), Goiânia (R$ 4.367/m²), Ribeirão Preto (R$ 3.827/m²) e Natal (R$ 3.704/m²).