• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Representantes de petrolífera chinesa visitam o Estado

  • COMPARTILHE
Economia

Representantes de petrolífera chinesa visitam o Estado

A empresa tem negócios em vários países, incluído o Brasil, está presente no contrato de partilha em Libra, onde a Petrobras é operadora

O governador Paulo Hartung representantes da empresa chinesa CNOCC Petroleum no Palácio Anchieta, nesta quinta-feira (23). A visita teve como objetivo estreitar os laços com representantes da petrolífera que arrematou um bloco marítimo na Bacia do Espírito Santo, no valor de R$ 23,5 milhões, durante a 14ª Rodada da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em 27 de setembro deste ano.

A empresa, que tem negócios em vários países, inclusive no Brasil, está presente no contrato de partilha em Libra, onde a Petrobras é operadora.

A reunião contou com a presença dos secretários de estaduais de Desenvolvimento, José Eduardo Azevedo, da Casa Civil, José Carlos da Fonseca Júnior, além da subsecretária de estadual Desenvolvimento Cristina Vellozo Santos.

O secretário José Eduardo Azevedo ressaltou a relação cada vez mais próxima do Estado com a China e colocou a secretaria à disposição para facilitar a atuação da empresa no Espírito Santo. "O contrato deve ser assinado em janeiro para iniciar a fase de exploração. O Espírito Santo tem um bom ambiente de negócios para a atuação da empresa e uma rede de fornecedores de qualidade para atender a CNOCC. A Sedes está à disposição para facilitar o acesso a esses fornecedores capixabas", afirmou.

Saiba mais

A chamada “14ª Rodada da ANP” aconteceu em 27 de setembro deste ano e ofertou 287 blocos nas bacias sedimentares marítimas de Sergipe-Alagoas, Espírito Santo, Campos, Santos e Pelotas; e nas bacias terrestres do Parnaíba, Paraná, Potiguar, Recôncavo, Sergipe-Alagoas e Espírito Santo, totalizando uma área de 122.622,40 km².

Desse total, 26 blocos são no Espírito Santo, dos quais sete estão em bacias marítimas, totalizando uma área de 5.027,54 km²; e 19 blocos em bacias terrestres, totalizando 415 km², além de quatro blocos na Bacia de Campos.

O certame aconteceu no Rio de Janeiro e, segundo estimativa da Secretaria de Estado de Desenvolvimento, renderá aproximadamente R$ 130 milhões de investimentos e R$ 110 milhões de bônus. Ao todo, seis empresas (três capixabas e três internacionais) arremataram 12 blocos localizados no Espírito Santo, sendo oito em terra e quatro em mar. As empresas são: Imetame, Vipetro, Bertek, Repsol, CNOCC e ExxonMobil.