• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Vale a pena usar o 13º salário para comprar os presentes de natal?

  • COMPARTILHE
Economia

Vale a pena usar o 13º salário para comprar os presentes de natal?

Orientador financeiro recomenda cautela e planejamento antes de comprometer o salário adicional

Segundo uma pesquisa realizada pela Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CDL), cinco em cada dez brasileiros pretendem usar o 13º salário nas compras de Natal. Desses, muitos ainda pretendem adiantar as compras na Black Friday, tradicional data de promoções.

Mas segundo o doutor em Educação Financeira e presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), Reinaldo Domingos, antes de sair comprometendo o salário adicional, é importante planejar as despesas e considerar sua situação financeira atual.

"A chegada do 13º salário coincide com o aumento de gastos típicos de final de ano, como troca de presentes, ceia de Natal e férias. Por ser uma ocasião que se repete, é válido se planejar com antecedência", explica Reinaldo Domingos.

Para os que tem contas em atraso a dica é usar o 13º salário para sair da inadimplência de forma definitiva

O educador financeiro orienta que, antes de comprar, é importante traçar um planejamento de gastos e considerar o quanto pode pagar sem se endividar, considerando o 13º salário. Caso as compras caibam no orçamento financeiro e as promoções forem boas, é válido aproveitar.

"O risco de cair no desequilíbrio financeiro está especialmente em fazer compras por impulso e acabar se endividando, comprometendo o orçamento mensal dos próximos meses de forma desordenada", alerta.

Para os que tem contas em atraso, ou seja, estão inadimplentes, a dica é usar o 13º salário para sair da inadimplência de forma definitiva. A quantia extra não é a solução para os problemas, mas pode ser o primeiro passo junto à mudança comportamental, segundo Domingos.

"É preciso considerar também as despesas já previstas para o início do próximo ano, como IPTU, IPVA, matrícula e material escolar. Se poupado, o 13º pode aliviar o bolso nos primeiros meses de 2018. É claro que cada pessoa usa a quantia como preferir, contudo oriento que o 13º salário seja encarado como uma possibilidade para realizar sonhos, sejam eles de curto, médio ou longo prazo", recomenda.

Orientações para as compras

- Tenha paciência e pesquise o mesmo produto em diversas lojas, físicas e online para garantir o menor preço

- Na hora de comprar online, faça suas compras apenas em sites confiáveis.

- Se for antecipar as compras de Natal, faça uma lista das pessoas que pretende presentear, o valor que pode gastar com cada uma delas e as formas de pagamento.

Compras de final de ano

A pesquisa da SPC Brasil e da CNDL foi realizada em todas as capitais e também revelou que, dos que pretendem usar o 13º salário nas comparas de natal, cerca de 45% pretendem utilizar apenas uma parte e 4% todo o valor.

Há ainda 12% que não pretendem gastar o 13º salário com presentes de Natal. Considerando aqueles que não utilizarão todo o valor do benefício com as compras, 26% têm a intenção de poupá-lo, 25% planejam utilizá-lo para quitar dívidas e organizar a vida financeira e 11% para pagar os impostos de início de ano.

A pesquisa do SPC Brasil também mostra que 41% dos entrevistados pretendem fazer bicos ou outras atividades para a geração de renda extra com o objetivo de comprar mais presentes ou presentes melhores, principalmente quem tem entre 18 e 49 anos e as pessoas das classes C, D e E (45%).