• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Meirelles: como ministro da Fazenda, consegui tirar o País da sua maior recessão

  • COMPARTILHE
Economia

Meirelles: como ministro da Fazenda, consegui tirar o País da sua maior recessão

Meirelles, no entanto, repetiu que irá tomar a decisão sobre ser ou não candidato apenas em março ou abril do ano que vem

Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles

Brasília - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse acreditar que, como presidente da República, teria condições de colocar o Brasil nos trilhos. Ele foi questionado sobre o tema em entrevista à Rádio Tupi (RJ), e respondeu afirmativamente. "Acredito que sim. Já na posição de ministro da Fazenda, conseguimos tirar o Brasil da maior recessão da história. O Brasil já voltou a crescer, portanto acredito que teremos condição de ampliar esse trabalho", afirmou.

Meirelles, no entanto, repetiu que irá tomar a decisão sobre ser ou não candidato apenas em março ou abril do ano que vem. "Estou totalmente concentrado na retomada da economia. Vou procurar fazer um trabalho o mais abrangente possível", garantiu.

Previdência

Embora o próprio governo comece a admitir a votação da reforma da Previdência apenas em 2018, Meirelles afirmou que as discussões sobre a reforma começarão nesta quinta-feira e disse esperar que a votação na Câmara dos Deputados ocorra no início da próxima semana.

Perguntado se a reforma passará no Congresso Nacional, Meirelles disse acreditar que sim. Ele destacou que existem muitos países onde não foi feita reforma a tempo e lembrou o caso da Grécia, que cortou 14 vezes os benefícios pagos a aposentados "Isso é um absurdo e não vai acontecer no Brasil porque vamos passar na hora certa. A reforma da Previdência é necessária por justiça social", completou.

O ministro ressaltou que a economia está dando sinais de melhoras, mas que, quando começa a crescer e gerar emprego, o "bem estar" demora um pouco a ser percebido. "Ainda resta um número de desempregados, que vai diminuindo a cada mês. A economia está crescendo, deve crescer na média 1% neste ano e próximo de 3% em 2018", declarou.

Na entrevista à rádio fluminense, o ministro também foi questionado sobre a ajuda dada pela União ao Estado do Rio de Janeiro e disse que o Ministério da Fazenda está mobilizado para viabilizar a concessão de empréstimo com garantia da União para o Estado nesta semana. "Isso vai ajudar a pagar contas e os salários atrasados.