• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Carlos Eduardo Miranda morre aos 56 anos de idade

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Carlos Eduardo Miranda morre aos 56 anos de idade

Morreu na última quinta-feira, dia 22, o produtor musical Carlos Eduardo Miranda, aos 56 anos de idade. A notícia foi divulgada pelo programa TV Fama. Além de produtor, Miranda ficou conhecido por ser jurado no reality musical Ídolos, entre 2006 e 2007. Ele também foi jurado dos programas Astros e Qual é seu talento, ambos do SBT. De acordo com publicação, ele estava em casa, em São Paulo, com a esposa e com a filha quando começou a sentir fortes dores na cabeça um dia depois do seu aniversário e teve um mal súbito.

Na cena musical, foi responsável por revelar bandas como Skank, O Rappa, Raimundos e a cantora Gaby Amarantos. No Instagram, o grupo comandado por Samuel Rosa foi o primeiro a se manifestar sobre a grande perda.

O grande Carlos Eduardo Miranda foi uma figura seminal na nossa história. Foi ele quem chamou a atenção da imprensa do eixo Rio-SP sobre um quarteto que vinha de Minas Gerais e misturava reggae, pop, ska. Foi a chave que abriu a porta pro que viria depois. Ele teria ainda grande contribuição ao longo da nossa carreira, especialmente no disco Maquinarama. Estamos muito tristes com a notícia de seu falecimento. Que sua travessia seja tão leve e divertida quanto a vida que ele levou aqui. Nossos pensamentos estão com sua filhinha Agnes e sua companheira, Bel. Vá em paz, amigo, escreveu o perfil oficial do Shank.

O grupo O Rappa também se manifestou na rede social e lamentou a morte do produtor musical:

Aabamos de saber da passagem de um grande cara. Esse aí da foto, cercado por discos foi responsável por algumas das coisas mais legais que já aconteceram na música brasileira contemporânea. Carlos Eduardo Miranda era antes de tudo um amante da arte. Jornalista, músico, produtor e mais do que tudo, um grande agitador cultural com uma grande importância na nossa carreira e de tantas outras bandas da nossa geração. Produziu o nosso Acústico MTV, um dos discos do qual temos mais orgulho e era grande parceiro do nosso também saudoso Tom Capone, com o qual já deve ter esbarrado noutro plano e deve estar pondo o papo em dia. Vai em paz, irmão, força pra sua família e fique com a certeza de que você não veio a este a passeio, sua obra por aqui é eterna.

Gaby Amarantos revelou que o havia tido desentendimentos no passado com Miranda, mas os dois se entenderam antes dele morrer:

Gratidão velhinho! A gente se falou ontem, foi aniversário do Miranda e esse cara me ensinou muito sobre ser artista. Ele sempre acreditou na música do Pará, eu vou lembrar do seu coração amoroso, do seu lado manteiga derretida e do paizão nosso que ele sempre será. A vida é um sopro, por isso aproveitem as amizades verdadeiras e o Mi era assim, um amigo gigante. Vá em paz! O Miranda me dava uns "coió" de amigo, a gente ficou um tempo afastado mas quando eu perdi a minha mãe ele me ligou e fizemos as pazes. Ainda bem que a gente se abraçou e riu juntos, a vida a um sopro, não esperem pra se reconciliar e perdoar alguém!