• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Britânicos querem 'American Idiot', do Green Day, na visita de Trump

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Britânicos querem 'American Idiot', do Green Day, na visita de Trump

Fãs da banda norte-americana Green Day organizaram uma campanha para levar o hit American Idiot ao topo das paradas de sucesso no Reino Unido na semana em que o presidente dos Estados Unidos Donald Trump visita o país.

O grupo, portanto, incentiva a compra da faixa para download entre 6 e 12 de julho para que no dia 13, data em que Trump chega ao Reino Unido, a música esteja em primeiro lugar no chart de singles. A campanha está sendo divulgada no Facebook na página Get American Idiot to No.1 for Trump's State Visit. Já são, ao todo, mais de 9.000 seguidores (assista ao vídeo abaixo). O Green Day, no entanto, ainda não se manifestou sobre a ação.

American Idiot (2004), sétimo álbum de estúdio do Green Day, foi o divisor de águas da carreira da banda. A partir daí, a sonoridade do grupo mudou drasticamente. O disco, de pouco mais de 57 minutos, conta com canções maduras e politizadas. A ópera punk do grupo norte-americano faz duras críticas ao governo de George W. Bush na presidência dos EUA.

Com uma postura mais séria do que em seus trabalhos anteriores, o trio Billie Joe Armstrong, Mike Dirnt e Tré Cool fazem de American Idiot uma carta de repugnância ao governo do país. As letras recheadas de ironia e sarcasmo refletem o senso de indignação da população. A exemplo de discos clássicos como Tommy (1969), do The Who, e The Dark Side of the Moon (1973), do Pink Floyd, o trabalho traz canções unificadas por um tema.

Neste caso, o personagem central é St. Jimmy, um jovem punk que carrega consigo os mais variados questionamentos sobre o padrão norte-americano considerados corretos pela sociedade. De Jesus of Suburbia a Boulevard of Broken Dreams, American Idiot é um dos discos mais importantes dos anos 2000. Nenhum outro álbum conseguiu abalar as estruturas do mainstream de forma tão impactante e direta.