• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Deborah Secco dispara: - Eu não preciso mentir para ser amada

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Deborah Secco dispara: - Eu não preciso mentir para ser amada

Uma dupla de vilãs promete movimentar a nova novela das nove horas da Globo. Em Segundo Sol, Deborah Secco e Adriana Esteves serão Karola e Laureta e infernizarão a vida de Luzia, interpretada por Giovanna Antonelli. Por conta dessa relação, a atriz não economizou elogios a sua companheira de cena, durante a coletiva de imprensa para o lançamento da trama que rolou no Rio de Janeiro na última quinta-feira, dia 26.

- Eu já a admirava há muito tempo. A Darlene de Celebridades foi inspirada na Sandrinha de Torre de Babel. Combinamos, pois, como boas sagitarianas, somos inseguras. Ficamos perguntando: Será que fiz bem? Será que está bom?

Segundo a atriz, a insegurança já tomou um espaço maior na sua vida:

- Já me cobrei muito mais, mas agora sei que não posso agradar a todos. Sou verdadeira e me orgulho disso. Aprendi que não preciso mentir para ser amada, disparou.

Na nova novela, Deborah vai trabalhar pela primeira vez com o marido, Hugo Moura, com quem tem Maria Flor, de dois anos de idade. Ela ainda elogiou o marido, quando o assunto foi a filha.

- Ele é um superparceiro. Eu quebrei muito a cabeça antes de encontrá-lo. Acho que foi a milésima chance que tive em relação ao amor. O Hugo ajuda muito. Agora vamos ter que nos dividir mais para cuidar dela, mas contamos também com outras pessoas para nos dar apoio, disse.

Lembrando que a novela se passará na Bahia e terá o cenário musical do axé na trama central. Karola será uma periguete, que roubará o filho da rival e desenvolverá um amor obsessivo pela família, mesmo sendo amante do próprio cunhado. A novela vai girar em torno do cantor Beto Falcão, papel de Emilio Dantas, que simula a própria morte para fazer mais sucesso. A nova atração estréia dia 14 de maio e é escrita por João Emanuel Carneiro, o mesmo autor de Avenida Brasil.