• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Viúva de Champignon fala sobre suicídio do marido: - Ele dizia que era o pior tipo de morte

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Viúva de Champignon fala sobre suicídio do marido: - Ele dizia que era o pior tipo de morte

Ela ainda fez um desabafo ao confessar que não sabe como irá falar sobre a morte do pai para a filha, que hoje tem quatro anos de idade

Em setembro de 2013, o músico Champignon tirou a própria vida com um tiro na cabeça. A morte trágica aconteceu apenas seis meses após o suicídio involuntário de Chorão, seu amigo e companheiro na banda Charlie Brown Jr.. E na última quinta-feira, dia 26, a viúva do baixista, Claudia Bossle, deu uma entrevista ao programa Conversa Com Bial e revelou ter descoberto os pensamentos suicidas do marido apenas depois de sua morte.

- Depois da morte do Chorão, eu percebi várias coisas diferentes. Ele tinha comportamentos muito parecidos com os do Chorão na época, de irritabilidade, de tristeza. Não notei um pedido de socorro. O que encontrei depois, mexendo nos cadernos de música dele, foi coisas que ele andava escrevendo como Vivo num pesadelo que nunca tem fim. Pensamentos bem conturbados.

Bossle ainda contou que os dois já tinham conversado sobre suicídio anteriormente, quando o guitarrista Peu Souza cometeu o ato em maio de 2013.

- Ele dizia que era o pior tipo de morte.

Grávida de quatro meses na época da tragédia, Bossle afirmou que Champignon aparentava estar feliz com a família aumentando.

- Ele estava querendo muito [ter um filho]. Estava muito feliz com tudo isso.

Ela ainda fez um desabafo ao confessar que não sabe como irá falar sobre a morte do pai para a filha, que hoje tem quatro anos de idade.

- Eu conto de forma lúdica, que o papai é uma estrelinha. Sei que esse vai ser o meu maior desafio.