Mais Doce: finalistas se enfrentam no maior desafio na final do reality

Entretenimento

Mais Doce: finalistas se enfrentam no maior desafio na final do reality

Depois de uma prova de tirar o fôlego, Danilo e Renan disputam a grande final. Confira um resumo dos desafios que a dupla enfrentou até aqui

Redação Folha Vitória

Redação Folha Vitória

A grande final da 3ª temporada do "Mais Doce" acontece neste sábado (14). Danilo e Renan conseguiram superar o desafio da semifinal e vão se enfrentar pela última vez na competição. Com a pontuação zerada mais uma vez, os dois têm chances iguais para ser o grande campeão.

Foto: Produção Mais Doce

Desta vez, os finalistas vão realizar um resumo de todos desafios realizados no programa. A última prova exalta as belezas do Espírito Santo em forma de confeitaria e técnica.

Nesta final, cada um deles pode convidar dois confeiteiros que passaram pela competição para ajudar durante a prova. Para quem vai a sua torcida? Danilo ou Renan? Quem será o grande vencedor? 

Clique aqui para conferir todos os programas e outras notícias do reality no hotsite do Mais Doce.

Relembre os desafios da 3ª temporada

Danilo e Renan mostraram porque chegaram até essa fase da competição. Durante a 3ª temporada do reality teve emoção, choro, riso, brincadeiras e principalmente muita entrega de cada participante.

Desta vez, o propósito do "Mais Doce" é representar e divulgar o Espírito Santo através da arte da confeitaria. Para a diretora do programa Márcia Marques, os participantes e os jurados devem ser parabenizados pelo comprometimento durante a temporada.

"Muitos confeiteiros que estavam ali não dominavam a arte da pasta americana, por exemplo. Eles trabalhavam mais com o glacê real e, geralmente, para trabalhar com bolo esculpido, precisa ter a técnica da pasta americana, que deixa muito mais rico em detalhes. Então os confeiteiros estão de parabéns porque se superaram, se dedicaram. Eles aprenderam ao longo do programa com as dicas dos jurados, que também foram maravilhosos. Eu tenho certeza que eles enriqueceram muito a área profissional de todos os participantes", contou Márcia.

Desafio do Ovo de Páscoa

Na primeira prova do programa, os confeiteiros foram desafiados a confeitar o melhor ovo de páscoa de colher. Essa prova foi escolhida porque quem inicia na confeitaria e quer ganhar uma renda extra, normalmente, aproveita o período da Páscoa, pois é a principal ocasião para presentear as pessoas com chocolate.

Durante o programa conhecemos a história de duas confeiteiras, que atuam no mercado, mas iniciaram na época da Páscoa vendendo ovos para a família e os amigos.

Prova da Pedra Azul

Desta vez, os confeiteiros foram desafiados a fazer um bolo inspirado na Pedra Azul. Houve representação da pedra com vinhos, com café e outros. Teve também bolo voltado para o campo de lavandas, ou seja, muitas representações artísticas!

Desafio da torta capixaba

A Semana Santa trouxe uma prova desafiadora. Os participantes transformaram a torta capixaba em um bolo, através de esculturas e de recheios. Eles se superaram ao reproduzir panelas de barro e temperos.

Prova da Terceira Ponte

Nesta fase, a Terceira Ponte foi retratada em bolo. Além de realizar a ligação entre Vitória e Vila Velha, ao passar pela estrutura é possível ver o Morro do Moreno e o Convento da Penha, que também foram representados.

Desafio do Arroz Sepé

O desafio do Arroz Sepé mostrou a nova cara da marca. Desta vez, os confeiteiros reproduziram a nova logomarca do Sepé. Eles fizeram bolos criativos com recheios de arroz-doce, sacos do alimento, além do índio do modelo.

Prova do Buda Gigante de Ibiraçu

Segundo a diretora do programa, a prova mais desafiadora para os participantes foi a representação do Buda de Ibiraçu, pois tem um simbolismo muito grande para o Espírito Santo. A estrutura tem muitos detalhes, mas os confeiteiros conseguiram entregar com muito êxito.

Semifinal com o Convento da Penha

A semifinal foi surpreendente e cheia de emoção! Cada um dos confeiteiros trouxe bolos incríveis e muito saborosos. 

Os semifinalistas usaram muita criatividade e entregaram um trabalho completamente diferente um do outro, e mostraram que, para serem confeiteiros de sucesso, precisa ter muita dedicação e paixão pela confeitaria!

*Texto da estagiária Ana Paula Brito, com supervisão da editora-adjunta Laís Magesky