• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

No Power Couple, Marcelo e Tati Minerato discutem após receberem cartas de familiares

  • COMPARTILHE
Entretenimento

No Power Couple, Marcelo e Tati Minerato discutem após receberem cartas de familiares

Depois de uma discussão feia, Marcelo releu a carta e viu que a cunhada o tinha citado várias vezes

No Power Couple, as brigas entre casais surgem por causa dos motivos mais inesperados. Além da tensão do jogo, situações do dia a dia do confinamento também contribuem para discussões. Foi o que aconteceu mais uma vez com Tati Minerato e Marcelo.

Ao receberem cartas das famílias, os casais leram em voz alta para os colegas o que eles tinham recebido. Tati então leu a mensagem destinada a ela e Marcelo:

- Tati e Marcelo, bom dia. Bom, aqui está tudo bem, estamos firmes, fortes e unidos, as duas famílias. Marcelo, Roger e Jaqueline com saudades, orgulhosos e confiantes pois você é um pai maravilhoso e muito guerreiro. Eles pedem foco e firmeza para ir até a final. Em nome da família Galaticos, eles te amam muito. Seus filhos de quatro patas estão bem e com a Tania. Amamos vocês, muitos beijos e lambidas.

Apesar da carta aparentemente inofensiva, Marcelo se mostrou desconfortável. Ele desabafou com Tati sobre a cunhada, Ana Paula Minerato:

- As cartas da sua irmã são estranhas. É a individualidade dela nas cartas, é isso aí. Ela mandou só no singular a parte dela pra você e esqueceu de mim. Me senti mais neutro.

- Mas ela fez um texto só para você no começo. Falou dos seus filhos, falou dos cachorros. Se referindo aos dois. O que mais você queria? Quando vem assim, você reclama, quando vem assado você reclama. Não dá para entender o que você quer - disse Tati, saindo da cozinha.

Depois de uma discussão feia, Marcelo releu a carta e viu que a cunhada o tinha citado várias vezes. Que confusão né?

O programa da última sexta-feira também mostrou a prova dos homens, em que os maridos tiveram que disputar partidas de futebol dirigindo carros. Cada um encarava dois embates no tradicional esquema dos campinhos: dez minutos ou dois gols.