• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Lady Gaga chorou de nervosismo ao gravar primeira cena de Nasce Uma Estrela

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Lady Gaga chorou de nervosismo ao gravar primeira cena de Nasce Uma Estrela

Durante uma entrevista para a revista Elle, a cantora revelou que a conexão com Bradley foi instantânea

Não parece, mas 2018 é quando completa dez anos que Lady Gaga lançou seu primeiro álbum, The Fame. Desde então, ela gravou cinco álbuns, um álbum de trilha sonora, 18 singles, performances no Super Bowl, ganhou seis Grammys e um Golden Globe, entre outras coisas.

Agora, a cantora está se arriscando como atriz e protagoniza o filme musical Nasce Uma Estrela, ao lado de Bradley Cooper. Gaga e Cooper se conheceram há anos no programa Saturday Night Live, mas só tiveram a oportunidade de cantar juntos pela primeira vez em 2016. Durante uma entrevista para a revista Elle, a cantora revelou que a conexão com Bradley foi instantânea:

- Antes que eu percebesse, estava fazendo macarrão, alimentando-o e estávamos conversando e rindo. Então ele queria nos ouvir cantar juntos e perguntou se eu cantaria uma música chamada Midnight Special com ele. Imprimi a partitura e a levei ao piano, e estava tão nervosa. Então, eu vejo a música ao piano e começamos a cantar, e ouço a voz de Bradley, parei de tocar e disse: Oh meu Deus, Bradley, você sabe cantar.

Aliás, se tem uma coisa que Lady Gaga sabe fazer, essa é coisa é música! Quando se deparou com um novo desafio em sua vida, a cantora se sentiu um pouco insegura por estar tentando algo diferente daquilo que ela está habituada:

- Nunca vou me esquecer da primeira cena que nós filmamos juntos em um restaurante mexicano. Bradley pediu tacos e levaram até a mesa para ele. Então, ele disse algo para mim, mas aquilo não estava no roteiro, e eu não sabia o que fazer, então eu só disse a minha fala. Ele disse mais alguma coisa, e eu não sabia o que fazer porque eu pensei que eu deveria falar apenas o que estava no roteiro. Então, eu só disse outra fala. Percebendo que eu não estava saindo do script ele disse: Você está bem? E eu só comecei a chorar.

Após passar pelo aperto, Gaga aprendeu a se concentrar mais na história do que nas falas escritas no roteiro. Quando começaram as cenas musicais, a cantora estava mais à vontade:

- Quando nós cantamos Shallow juntos no show, depois que ele corre e começa a me puxar para o palco, eu não pensei: Eu ainda não fiz isso como cantora. Tudo o que eu tinha que fazer era ir.

Nasce Uma Estrela é uma parábola sobre o preço da fama, que às vezes pode ser alto. A cantora disse que a notoriedade é prova de fogo de relacionamentos:

- A fama testa seu relacionamento com a família, sua dinâmica com amigos. Há um preço para o estrelato. Eu não posso fazer música ou atuar sem usar e alcançar a dor que tenho no meu coração. Quer dizer, que lugar melhor para colocar isso? Caso contrário, não tem bom uso.

Lady Gaga é uma artista. Ela sente as coisas profundamente. Ela lutou com o trauma herdado da morte da irmã de seu pai aos 19 anos de idade, com o trauma emocional de ter sido intimidado na escola e depois agredida sexualmente; com o trauma físico de uma lesão no quadril e cirurgia que a deixou com dor crônica generalizada. Mas a dor é o lastro contra o qual a sublimidade toma forma. A agora atriz contou que seu passado a inspira para fazer músicas:

- Para mim, na música e na atuação estou sempre tirando das minhas experiências passadas, dinâmicas familiares, relacionamentos, dor, felicidade, alegria, a montanha-russa da minha vida. O momento de abertura, onde você o vê estourar algumas pílulas, beber um pouco, subir no palco e eletrizar a platéia até a última nota do baixo chegar, e a porta da limusine se fechar enquanto as câmeras piscam, e ela fica em silêncio total. É assim que me sinto como intérprete. É como se sente quando você entra no palco, e há 20 mil pessoas gritando, e você está cantando, dançando e se apresentando, e então o show acabou, e não há som algum. É emocional.