Projeto “Conexão 027” reúne artistas do ES interpretando músicas um do outro

Entretenimento

Projeto “Conexão 027” reúne artistas do ES interpretando músicas um do outro

Produção inédita no Estado idealizada pela cantora Bella Nogueira vai entregar ao público seis episódios no YouTube, um EP coletivo nas plataformas digitais e um documentário sobre todo o processo criativo

Thamiris Guidoni

Redação Folha Vitória
Foto: Montagem Folha Vitória

Artistas do Espírito Santo vão se juntar em um projeto que levará muita música e cultura aos capixabas. No dia 22 de outubro vai ao ar seis episódios no Youtube e um EP com essas canções interpretadas, que estará disponível em todas as plataformas digitais. 

Nesse projeto os cantores interpretarão canções um do outro. Bella Nogueira canta Cainã, que toca canção de A Transe. A Transe interpreta Izar, que dá voz e arranjo à música de Thainá Lopez. Thainá, por sua vez, canta Manfredo, que fecha o ciclo e declama uma canção de Bella. Esse projeto promete!

A interação inédita entre compositores do Espírito Santo – um rearranjando e interpretando a música autoral do outro - é o projeto Conexão 027

Idealizado pela cantora linharense Bella Nogueira e produto do canal no YouTube, o Explicanção, a iniciativa vai entregar ao público seis episódios mostrando a interação dos artistas, um EP coletivo com seis canções nas plataformas digitais e um documentário sobre todo o processo criativo dos compositores no projeto.

“A conexão entre os participantes se estabelece exatamente nesses relatos, que traçam paralelos entre a narrativa de quem criou a canção e a narrativa de quem teve a experiência de recriá-la”, pontua Bella, que reforça o fato de todos os seis episódios contarem com interpretação de Libras.

Foto: Divulgação Conexão 027
Bella é criou o canal independente Explicanção
CONEXÃO 027

O canal Explicanção foi criado por Bella Nogueira em maio de 2020. Ele veio para dar voz aos artistas, trabalhadores entre os mais prejudicados naquele e neste momento por conta da necessidade do isolamento social e do fechamento de casas noturnas.

O Conexão 027, realizado com recursos da Lei Aldir Blanc, foi gravado em Vitória, no estúdio Funky Pirata. Toda a produção audiovisual foi escrita e dirigida por Bella, e teve direção de fotografia de Cainã Morellato, também responsável pelo sound design dos episódios e do documentário. 

As fotos da iniciativa ficaram por conta de Milena Fratelli e a interpretação de Libras por Karina Zonzini.

No projeto, cada artista soube quem iria interpretar por meio de sorteio e, em seguida, os compositores mergulharam na discografia do outro para escolher uma canção, rearranjar a música e preparar uma performance intimista voz e violão - performance captada pelo engenheiro de som Jackson Pinheiro, que também mixou e masterizou as seis faixas.

“A gente buscou uma experiência sem precedentes na música capixaba, de modo a providenciar uma forma inusitada de apreciação para o público, que poderá conhecer e reconhecer as canções por meio de outras vozes e personalidades. Será uma troca importante entre artistas e públicos, o que vai ocasionar fomentação coletiva dos trabalhos”, conta Bella.

ACESSIBILIDADE

Um diferencial do Explicanção foi, desde o início, destacar a interpretação de Libras nos vídeos – uma ação valorizada, e não apenas para cumprir protocolo. A comunidade surda, para se ter ideia, tem um público estimado em mais de 10 milhões de brasileiros, segundo dados do IBGE de 2020.

Quem comanda esse trabalho no canal é a colaboradora e intérprete Karina Zonzini. Além dela e de Bella Nogueira, a equipe fixa do Explicanção é formada por Dan Fonseca (edição) e Mi Frateli (fotógrafa e videomaker).

 >> Canal 'Explicanção' lança o projeto 'Conexão 027' <<

Foto: Divulgação Conexão 027

Dia 22 de outubro:  seis episódios no canal do YouTube Explicanção e um EP coletivo nas plataformas digitais;

Dia 29 de outubro:  documentário no YouTube do Canal Explicanção.

Ficha-técnica 

- Bella Nogueira: roteiro, direção, produção executiva, montagem e narração;
- Cainã Morellato: direção de fotografia, making of, color grading, sound design e montagem;
- Jackson Pinheiro: engenharia de gravação, mixagem e masterização;
- Antônio Martins e Lucas Sarcinelli: cinegrafistas;
- Mi Fratelli: Fotografia;
- Karina Zonzini: libras.