• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Klebber Toledo relembra as necessidades que passou antes da fama

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Klebber Toledo relembra as necessidades que passou antes da fama

o ator contou em entrevista que quando era jogador de vôlei, aos 15 anos, passou por muitas dificuldades para se sustentar

Klebber Toledo deu um depoimento emocionante ao jornal Extra na última segunda-feira, dia 17. O ator relembrou a época em que esteve longe de casa, aos 15 anos de idade, e jogava como atacante pela Federação Paulista de Vôlei. Acontece que as coisas não eram tão fáceis e o astro passou por dificuldades financeiras e obstáculos para se sustentar.

- Quando eu saí, ganhava muito pouco. Evitava pedir ajuda para a minha família porque queria ser independente. Não gosto de falar muito, porque o julgamento é grande. Mas passei necessidade, sim. Eu quis viver aquilo. Fui trabalhar como garçom, ser monitor de festa de crianças. Às vezes, não tinha o que comer. E também não tinha o que fazer. Era esperar, rezar e acreditar que as coisas ficariam melhores. Isso me deu força para ter calma, crescer e valorizar o que eu alcanço. Não tem nada melhor do que conquistar tudo a nosso modo.

No ar em A Fórmula, o ator explica que passou um tempo com Fábio Assunção para que os dois pudessem construir bem seus personagens no passado e presente.

- Tivemos um tempo enorme juntos e a gente ia se conhecendo de verdade. Eu tentei absorver o máximo da energia e da atitude que ele tem, por exemplo, que são muito marcantes nos papéis. Mas Fábio teve que assimilar muito mais de mim porque há um momento na série em que o Ricardo maduro rejuvenesce. Então, ele tinha que me levar a esta nova fase. Eu lembro que eu fazia Malhação, e muita gente dizia que tínhamos algo parecido. O interessante de Fábio é que ele tem temperatura: ou entra no jogo ou não entra. Comigo também é assim: se for para brincar, vamos brincar.