• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Lexa descarta ajuda de MC Guimê nos ensaios do Dancing Brasil: “Sem condições! Ele pisa no meu pé”

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Lexa descarta ajuda de MC Guimê nos ensaios do Dancing Brasil: “Sem condições! Ele pisa no meu pé”

Lexa contou as dificuldades que passa para dançar com MC e revelou que está ansiosa para participação no Reality

Às vésperas da estreia do Dancing Brasil 2, Lexa não esconde a animação. Espectadora da primeira temporada do reality, a cantora se prepara para cair na dança e conquistar os jurados e o público de casa. Apesar da intimidade com a dança, Lexa conta ao R7 que está tendo de suar a camisa.

— Está uma loucura! O Dancing é diferente de tudo que já vivi. Acompanhei algumas coisas da primeira temporada e, vendo de casa, a gente pensa: “não deve ser difícil”. Mas quando você vai colocar na prática, aí é problema (risos). Achei que pelo fato de eu saber dançar, fosse ser mais fácil, mas dançar a dois é muito difícil, é diferente. Se fosse o ritmo de funk, eu ia ganhar nota dez (risos).

A funkeira já conheceu o professor que vai acompanhá-la nesse desafio, o bailarino Lucas Teodoro, que dançou com Jade Barbosa na primeira temporada. "Nós já ensaiamos três vezes, ele é incrível", elogia. Do parceiro de casa, porém, o namorado e cantor MC Guimê, ela só vai poder contar com a torcida. Lexa entrega o amado e diverte-se ao falar que ele está longe de ser um pé de valsa.

— Não dá pra contar (com a ajuda dele), sem condições! Ele pisa no meu pé (risos). Se ele ficar na torcida já está maravilhoso!

Acostumada a mostrar seu gingado nos clipes e nos palcos, a cantora elege as maiores dificuldades que encontrou nessa preparação para a competição até o momento.

— A postura é o mais difícil, porque tem que ser o joelho pra dentro e o pé pra fora. Mas fala pra mim se é possível deixar o pé pra fora e o joelho pra dentro? (risos). O professor fala, eu faço, eu treino, to ensaiando... E acho que o ritmo mais difícil é a valsa! Não pode mexer o quadril. Como que dança e não mexe o quadril? (risos).

Com os ensaios à topo vapor

Lexa está tendo de conciliar as aulas com sua agenda de shows e eventos. Como se não bastasse, ela foi coroada rainha de bateria da Unidos de Bangu e também tem compromissos a cumprir com a escola de samba carioca. Segundo a funkeira, o que ela menos tem é tempo para dormir.
— Eu durmo cerca de quatro horas por dia, quando durmo. A galera que me acompanha vê que realmente é apertado. Pra acordar? Só o despertador mesmo (risos). É uma loucura porque no meio de tudo isso, tem meu trabalho. Preciso gravar clipe, ensaiar coreografia, fazer shows, exercer minha função. Até falei pra minha mãe esses dias: "não topo mais nada, estou sem condições, cheguei no meu limite".
Sobre o desafio de reinar à frente dos mais de 200 ritmistas em plena Sapucaí, Lexa diz ser uma honra. A cantora vai ser coroada na quadra da escola no dia 27 de agosto.

— Estou muito feliz, é diferente de tudo que já fiz. Eu amo sair da casinha, amo! Quando a gente se sente no conforto e estável é muito fácil. E acho que é legal evoluir, fazer coisas novas.