• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Will Smith divulga trailer de Bright na Comic-Con e fala sobre racismo

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Will Smith divulga trailer de Bright na Comic-Con e fala sobre racismo

O astro interpreta um policial de Los Angeles que acaba de ganhar um novo parceiro - um orc que está fazendo o seu melhor para viver entre os humanos apesar de sua aparência monstruosa

Will Smith participou do painel da Netflix na Comic-Con San Diego na última quinta-feira, dia 20, e divulgou detalhes de seu novo filme em parceria com o serviço de streaming, Bright. O ator parecia bem feliz com a nova produção, segundo informações do site Deadline.

- É interessante estar à frente de um novo modo de consumir entretenimento. Estou extremamente animado em ver até onde isso vai. Existe um monte de debate sobre isso, confessou o astro.

Ele ainda afirma que, agora, o público mais jovem poderá assistir a filmes de jeitos diferentes - e que esses jeitos não necessariamente afetam um ao outro.

- Os filmes que eles assistem nos cinemas e os que assistem na Netflix não se cruzam.

De acordo com o site Entertainment Weekly, o longa Bright conta a história de um mundo de fantasias nas ruas de Los Angeles, nos Estados Unidos.

- Alguém "brilhante" é alguém que pode controlar a magia, e embora não seja de fato humano, não é o mais forte daqueles que são fortes. Se um ser humano tocar em uma varinha mágica, ele será incinerado. Você precisa ser treinado em mágica para conseguir usá-la, explicou Will.

O astro interpreta um policial de Los Angeles que acaba de ganhar um novo parceiro - um orc que está fazendo o seu melhor para viver entre os humanos apesar de sua aparência monstruosa. E o personagem do ator odeia esse parceiro.

- Ele é o primeiro orc no time e eu sou um policial afro-americano que acabou de ganhar uma oportunidade para ser racista com alguém. Você nunca consegue ser racista quando se é negro. E agora eu posso dizer: Olha, cara, eu não quero nenhum orc no meu carro!