• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Há 40 anos, Elvis Presley se tornava um imortal

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Há 40 anos, Elvis Presley se tornava um imortal

Ninguém ainda sabe ao certo o que houve na mansão de Graceland, em Memphis, entre 10h e 14h do dia 16 de agosto de 1977

Ninguém ainda sabe ao certo o que houve na mansão de Graceland, em Memphis, entre 10h e 14h do dia 16 de agosto de 1977, há exatos 40 anos. Sabe-se que Elvis Aaron Presley foi ao banheiro e leu algo. Sabe-se que havia tocado algumas músicas ao piano na noite anterior, praticado um pouco de tênis e deitado por volta das 5h da manhã. Quando sua namorada Ginger Alden o encontrou no banheiro da suíte, ele havia sofrido um colapso cardíaco. Aos 42 anos, Elvis havia se tornado o primeiro nome planetário produzido pela indústria musical. Ou melhor, ele havia inventado a própria indústria musical.

Pelos 40 anos que se passaram, seu nome ganhou força e se tornou uma marca. Mesmo sem contar com relançamentos sistemáticos de seus discos, sua presença na produção mesmo de artistas que nunca se aproximaram do astro confirmou a importância de uma existência que teve origem na cidade de Tupelo, em 8 de janeiro de 1935. Para o bem dos que queriam a revolução comportamental e que se abasteceriam do blues acelerado no ritmo, esbranquiçado na cor e encenado no palco - algo que ganharia o nome de rock and roll - , e dos que se sentiram injustiçados pela "apropriação indevida da cultura negra", como acusava, Chucky Berry e Ike Turner (ex-marido e pugilista de Tina Turner), Elvis se tornou o primeiro imortal
Abaixo, sete canções que ele gravou que foram reprisadas pela história nas vozes de outros artistas.

1. Dois anos antes que o próprio rock and roll fosse assim nomeado, por volta de 1954, a furiosa Big Mama Thorton gravou Hound Dog, uma das canções que Elvis tornaria famosa no mundo.

2. A doce Norah Jones fez Love Me Tender tocar de novo, com ternura renovada, ao regravar a canção que Elvis fez para o filme homônimo (Ame-me com Ternura), de 1956. Norah coloca o coração em cada ponta de nota.

3. Em 1980, o filme The Blues Brothers fez o favor de trazer a onda do blues de volta e, de quebra, o espírito da primeira fase do rock and roll. A parte do filme em que a banda, liderada por Dan Aykroyd e John Belush, canta e dança Jailhouse Rock na cadeia é um clássico do mesmo tamanho da própria música, lançada por Elvis em 24 de setembro de 1957.

4. Ninguém pensava muito em Elvis nas danceterias dos anos 80 até que surgiu o trio britânico Fine Young Cannibals. A versão house de Suspicious Minds foi um dos maiores acertos de sua curta carreira, que duraria de 1984 a 1992.

5. Paul McCartney reverenciou seu ídolo maior em 1990, quando cantou o êxito Its Now Or Never (a original era a antiga canção italiana O Sole Mio, de 1898).

6. Frank Sinatra considerou Elvis sua própria morte artística quando sentiu o golpe com o aparecimento mundial do rock and roll. eles chegaram a se encontrar em um programa de TV nos Estados Unidos, trocaram gentilezas, mas Sinatra jamais engoliu o que chamava de superficialidade do rock and roll. Os dois cantores fizeram versões igualmente imortais para My Way

7. Em mais uma onda de renascimento, Elvis foi lembrado pelo oitentista Cheap Trick com essa versão quase glam de Don't Be Cruel