• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Muqui é sede do 67° Encontro Nacional de Folia de Reis

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Muqui é sede do 67° Encontro Nacional de Folia de Reis

O evento é um momento de intercâmbio que promove a difusão da cultura popular e a troca de informações de uma tradição que atravessa alguns séculos

Um dia inteiro de cores, musicalidade e a fé que ocuparão as ruas do Sítio Histórico de Muqui. É a 67ª edição do Encontro Nacional de Folia de Reis, um dos mais tradicionais eventos folclóricos e artísticos do Estado, que acontece no próximo sábado (12). O festejo contará com 51 grupos folclóricos de três estados e 24 municípios.

O evento é um momento de intercâmbio que promove a difusão da cultura popular e a troca de informações de uma tradição familiar que atravessa alguns séculos, e na oportunidade, é apresentado ao publico presente essa tradição. A entrada é franca.

O Encontro começa às 10 horas e segue até às 19 horas. A concentração dos foliões para o início dos festejos será na tenda cultural, localizada no Jardim Municipal. Durante todo o dia haverá diversas atividades como Encontro de Mestres, cortejo, bênção na Igreja de São João Batista, cantoria em diversos locais da cidade e apresentação dos Palhaços da Folia.

Um dos destaques que mais chamam atenção é a beleza dos grupos, compostos por músicos que tocam vários instrumentos, a maioria de confecção artesanal, além das fantasias coloridas e as máscaras criativas dos Palhaços da Folia.

0 67º Encontro Nacional de Folia de Reis de Muqui é uma realização da Prefeitura de Muqui, com patrocínio do Banestes e apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), da Comissão Espírito-Santense de Folclore e da Associação de Folclore de Muqui.

História

Em 1950, foi realizado o Torneio de Folias em Muqui, evento que deu origem ao Encontro Nacional de Folias. É o mais antigo e maior encontro de Folias do Brasil. De origem europeia, esse folguedo está ligado às festividades natalinas da igreja. Em terras brasileiras, a Folia de Reis ganhou força no século XIX, nas regiões onde a cafeicultura prosperou, sobretudo nas pequenas cidades de estados como Minas Gerais, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Goiás.