• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

No MasterChef, semifinal é formada após erro de acompanhamento em clássico francês

  • COMPARTILHE
Entretenimento

No MasterChef, semifinal é formada após erro de acompanhamento em clássico francês

Os competidores participaram de um sorteio que decidiu quem serviria os seus pratos primeiro e, distribuídos em quatro bancadas que formavam um círculo em frente aos especialistas, começaram a cozinhar

A cada episódio novo do MasterChef Brasil, a pressão para se dar bem nas provas só aumenta. Afinal, restaram somente quatro talentosos cozinheiros que querem levar o troféu da atração para casa e ter a oportunidade de estudar mais sobre culinária e se transformarem em grandes profissionais. E um chef de respeito deve saber lidar com críticas, não é mesmo? E foi exatamente assim que o programa da última terça-feira, dia 8, começou. Os participantes deveriam fazer pratos aos especialistas gastronômicos Arnaldo Lorençato, Arri Coser, Benny Novak e Marcelo Fernandes. Os competidores participaram de um sorteio que decidiu quem serviria os seus pratos primeiro e, distribuídos em quatro bancadas que formavam um círculo em frente aos especialistas, começaram a cozinhar.

Valter foi anunciado como campeão dessa primeira prova e garantiu uma vaga para a semifinal. Victor Vieira, Michele Crispim e Deborah Werneck participaram da prova de eliminação, que consistia em preparar um clássico francês, o tournedos rossini, em 45 minutos. Após muita tensão, Michele foi vista como a melhor pelos jurados Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin, e subiu ao mezanino junto com Valter. Os amigos Deborah e Victor, que combinaram de ir para a final juntos, tiveram que disputar a permanência no programa e os detalhes diferenciados foram decisivos para a eliminação. Após errar no acompanhamento, Victor foi eliminado do programa.

Em entrevista ao site oficial da atração, o diretor de marketing explicou sua derrota.

- Eu não tive muitas dificuldades durante a prova. Eu tinha o domínio da técnica, tanto que eu fui o único ali que sabia fazer o foie gras – tanto que botei na geladeira e tirei as fibras. Eu estava em controle a prova inteira, porque era a minha preocupação, já que eu tinha mandado mal na prova anterior. Eu fiz um prato tecnicamente perfeito, segundo os chefs. Faltou agradar o gosto deles, né? Faltou adivinhar o que eles gostam de comer junto com a carne, porque eles mesmos falaram que estava tecnicamente perfeito. Saio um pouco frustrado com isso. Eu relaxei na prova anterior porque era uma técnica que eu domino, era um prato que eu já tinha feito um milhão de vezes. Então, eu relaxei, baixei a guarda e, quando eu vi, eu já estava sem tempo. Mas voltei cheio de garra e sangue nos olhos para a prova de eliminação. Lição aprendida. Não dei margem para erro.

Victor ainda entregou para quem vai a sua torcida.

- Quero que a Deborah vença e ela vai vencer esse MasterChef, porque a Deborah é uma pessoa maravilhosa. A gente foi parceiro o programa inteiro. Ela me deu apoio quando eu precisei e ela me deu apoio quando ela precisou. Foi a primeira pessoa que eu conheci, quando eu fiz a audição. De cara, a gente teve uma conexão, um clique. Com o tempo, ganhamos admiração, respeito, carinho e amizade. Então, minha torcida é 100% dela.

O Top três do MasterChef foi formado e no próximo programa iremos conferir quem irá para a grande final. Já sabe para quem vai suas apostas?