• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ruas de Guaçuí vão ganhar espetáculos durante Festival de Teatro

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Ruas de Guaçuí vão ganhar espetáculos durante Festival de Teatro

O evento é coordenado pelo Grupo Teatral “Gota, Pó e Poeira” e terá peças apresentadas no Teatro Fernando Torres e espetáculos de rua nas principais praças da cidade. O festival segue até o próximo dia 19

No próximo domingo (13), começa a 18ª edição do Festival Nacional de Teatro de Guaçuí. A programação do evento, que é considerado um dos mais importantes do Espírito Santo e também em nível nacional, seguirá até dia 19, mas os espetáculos de rua só começam na segunda-feira (14) e terminam no dia 18.

E entre esses espetáculos de rua, o diretor do Teatro Fernando Torres e do Grupo Gota, Pó e Poeira, Carlos Ola, destaca o trabalho do grupo Ciclomáticos, do Rio de Jeneiro, que realizou uma turnê pela Europa, recentemente. Com a direção de Ribamar Ribeiro, o grupo vai apresentar a peça “A farra do Boi Bumbá”, abrindo as apresentações que vão acontecer na Praça da Igreja Matriz ou na Praça João Acacinho, o que fica à escolha dos grupos.

Outra peça de rua destacada, na categoria Teatro de Rua é “O Felizardo”, da Companhia Ovorini, de Sete Lagoas (MG), e também o trabalho realizado pelo grupo “As Lucianas”, do Rio de Janeiro, que vai apresentar, em Guaçuí, o espetáculo “Cordel da morte morrida”. “As Lucianas é um grupo que está sempre participando de eventos teatrais e vem evoluindo muito no trabalho de rua”, afirma.

Fora da mostra competitiva, o Grupo Gota, Pó e Poeira, anfitrião e organizador do evento, vai se apresentar no encerramento do festival, encenando a peça “A absurda comédia de duas vidas”, com texto e direção de Carlos Ola, às 20h30, no Teatro Fernando Torres, antes da cerimônia de premiação e encerramento, dia 19.

Na mesma noite, também será apresentado o documentário “Gota: entre histórias e estórias”, da jornalista Giulian Ola. Já na parte da tarde, às 14 horas, os alunos do projeto Ponto de Cultura, que também é coordenado pelo Gota, vão se apresentar com as peças “A pedra da lua” e “A lenda das icamiabas”.

Durante o festival, as pessoas também poderão participar de oficinas, com os atores e diretores, Fabrício Cunha, do Espírito Santo, e João Bosco, de Goiás. Também haverá exposição de fotografias, de Eder Gaioski, que registrou o grupo Gota, Pó e Poeira em apresentações pelo Brasil.


Confira a programação!


Domingo - 13/8

20h – Abertura e Lançamento do livro “GPP – Uma História de Teatro”, de Rômulo Mussielo
20h30 – Ser (Tão) – Coletivo Emaranhado - Vitória (ES)

Segunda-feira - 14/8

14h – Uma viagem no tempo – Rerigtiba - Anchieta (ES)
16h – A farra do Boi Bumbá – Ciclomáticos - Rio de Janeiro (RJ)
20h – O beijo no asfalto – CTI – Rio de Janeiro (RJ)

Terça-feira - 15/8

14h – O príncipe feliz – Novo Ato - Goiânia – GO
17h – E quem quiser que conte outra – Rastro dos Astros – Ubá (MG)
19h – Gato Preto – Cia. Oops – Goiânia (GO)
20h – Os últimos dias de Paupéria – Tarahumaras – Vitória (ES)

Quarta-feira - 16/8

14h – Juvenal, Pita e o velocípede – Pandorga – Rio de Janeiro (RJ)
18h – Cordel da Morte Morrida – As Lucianas – Rio de Janeiro (RJ)
20h – Ainda aqui – Cia. Cerne – Rio de Janeiro (RJ)

Quinta-feira - 17/8

14h – Nos bastidores da lona – Canta Circo – São Paulo (SP)
18h – O Felizardo – Cia Ovorini – Sete Lagoas (MG)
20h – Hello, boy – Cia. da Matilde – São Caetano do Sul (SP)

Sexta-feira - 18/8

14h – Vidas Secas – São Paulo (SP)
18h – Belfagor – Casa da Árvore – Vitória (ES)
20h – O Candelabro – Cia. Távola – Lauro de Freitas (BA)

Sábado - 19/8

14h – A pedra da lua – A lenda das icamiabas – Guaçuí (ES)
19h – Olho – Cia Oops – Goiânia (GO)
20h30 – A absurda comédia de duas vidas – Gota, Pó e Poeira – Guaçuí (ES)
21h30 – Cerimônia de encerramento e premiação.