• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Kevin Spacey é demitido da Netflix e não fará mais parte da série ‘House of Cards’

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Kevin Spacey é demitido da Netflix e não fará mais parte da série ‘House of Cards’

Kevin, além de principal estrela, era produtor executivo de 'House of Cards'

Após as inúmeras polêmicas envolvendo o ator, a Netflix resolveu se pronunciar, garantindo que Kevin Spacey está demitido, ficando de fora da série ‘House of Cards’. Além disso, um filme original Netflix que o ator produzia e estrelava, que já estava na fase de pós-produção, foi cancelado.

“Netflix não se envolverá mais em nenhuma produção de ‘House of Cards’ que inclua Kevin Spacey. Vamos continuar trabalhando com a MRC durante o hiato para avaliar nossos próximos passos com relação à série. Também decidimos que não seguiremos com o lançamento de ‘Gore’, que estava em pós-produção e era estrelado e produzido por Kevin Spacey“.

Se a produção da série prosseguir, especula-se que o personagem Frank Underwood, será morto, deixando Robin Wright como única protagonista.

Entenda

A Netflix havia suspendido por tempo indeterminado as gravações da sexta temporada de House of Cards após o protagonista da série, o ator Kevin Spacey, ser acusado de assédio sexual. De acordo com informações do site Deadline, a equipe e o elenco foram informados da decisão na manhã do dia 31 outubro.

No último domingo, 29, o ator Anthony Rapp deu uma entrevista ao Buzzfeed, afirmando que Kevin Spacey o teria assediado durante uma festa quando ele tinha 14 anos.

Posteriormente, Kevin publicou uma resposta em que dizia não se lembrar do caso pois, provavelmente, estava bêbado e pediu desculpas. No entanto, ele também usou o momento para declarar sua homossexualidade e foi duramente criticado por alguns que consideraram que ele estaria relacionando sua orientação sexual com assédio e violência.

Kevin, além de principal estrela, era produtor executivo de House of Cards. A série de drama já foi indicada a 53 prêmios Emmy desde que foi lançada, em 2013, e foi fundamental para consolidar a estratégia da Netflix de produzir séries originais.

Segundo o site TV Line, a decisão de colocar um ponto final na série foi tomada "meses atrás" e não tem relação com o escândalo envolvendo Spacey, acusado pelo ator Anthony Rapp de assédio sexual.