• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após shows no exterior, Marco Luque não descarta atuar em novelas: - Quem sabe um dia?

  • COMPARTILHE
Entretenimento

Após shows no exterior, Marco Luque não descarta atuar em novelas: - Quem sabe um dia?

Para a produção, o comediante encarou o desafio de interpretar Nerso

Marco Luque teve um 2017 para ninguém colocar defeito: fez shows de stand up comedy nos Estados Unidos, fazendo sua grande estreia em teatros lotados em Orlando, Miami e Boston, e ainda entrou para o elenco de Escolinha do Professor Raimundo, série da Globo. Para a produção, o comediante encarou o desafio de interpretar Nerso da Capitinga, papel que uma vez pertenceu a Pedro Bismark. Em conversa, o astro contou como foi essa experiência:

- Foi uma grande oportunidade pessoal e profissional. Ter a oportunidade de interpretar um personagem do qual sempre fui fã, é muito especial. Estou feliz e grato por participar da Escolinha ao lado dos maiores nomes do humor brasileiro. (...) A pressão sempre existe, mas é necessário ter a calma e a segurança para fazer o seu melhor sempre.

Além de manter um quadro fixo no Altas Horas, Marco também lançou esse ano, pela Netflix, seu show Tamo Junto. Por ser um artista multitalentoso, ele gosta de se dedicar a diversos formatos de entretenimento. Mas jura de pés juntos que não têm preferências!

- Olha, eu adoro todo tipo de formato porque cada um deles me permite explorar um lado meu diferente, trazendo maior versatilidade e dinamismo nas minhas apresentações. Cada público responde de um jeito, é difícil escolher (risos).

Um grande destaque em sua carreira veio quando ele passou a fazer parte da banca do Custe O Que Custar, programa jornalístico que trabalhou ao lado de outros grandes nomes da comédia. Porém, atualmente, ele não se vê fazendo parte de algo parecido e prefere focar em outros projetos:

- Foram anos de convivência, de uma experiência profissional incrível, me tornei amigo de alguns deles, como o Felipe Andreoli, Marcelo Tas, a Mônica Iozzi, por exemplo. Mas estou em outro momento agora e quero deixar as coisas rolarem pra mim, quero aproveitar o momento sem pensar no que pode acontecer futuramente e investir no agora.

Mas será que estes projetos, além de shows, Altas Horas, YouTube e rádio, poderiam incluir uma novelinha? Marco, além de contar que gostaria de um dia trabalhar com Selton Mello, não descarta essa possibilidade!

- Já sim, mas deixo a vida me levar e hoje minha dedicação é com o Altas Horas e a Escolinha. Quem sabe um dia? Só o tempo e as ocasiões poderão dizer isso, concluiu.