• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após vitória, Jair exalta planejamento e vê melhor jogo do Santos no ano

  • COMPARTILHE
Esportes

Após vitória, Jair exalta planejamento e vê melhor jogo do Santos no ano

O sacrifício do fim de semana valeu a pena. Foi assim que o técnico Jair Ventura encarou a vitória do Santos sobre o Nacional, do Uruguai, por 3 a 1, na noite desta quinta-feira, pelo Grupo F da Copa Libertadores. Na avaliação do treinador, o primeiro triunfo na competição marcou o melhor jogo do time no ano até agora.

"Pela importância, pela entrega em campo, pela aplicação tática quase perfeita do Santos, acho que sim, foi o melhor até aqui", declarou Jair, após a vitória conquistada no estádio do Pacaembu, em São Paulo.

A vitória foi conquistada, segundo o treinador, graças ao bom planejamento da comissão técnica. No domingo, na última rodada da primeira fase do Paulistão, ele mandou a campo somente reservas no duelo contra o São Bento. O Santos acabou perdendo por 3 a 1, na Vila Belmiro. Mas a estratégia deu certo, na visão de Jair Ventura.

"Se tivéssemos jogado com a equipe principal contra o São Bento, com certeza não teríamos fôlego para correr com um jogador a menos hoje. Então eu fico feliz porque quando você opta por algumas situações você nem sempre está sujeito a vencer. Hoje não foi a vitória só da entrega do nosso grupo, foi um jogo taticamente perfeito", avaliou.

"A palavra é planejamento. Tivemos uma semana muito boa de trabalho. Isso não tem preço. Já entramos sabendo tudo o que teria que ser feito. Perdemos um jogador e fomos extremamente táticos", completou Jair Ventura.

O Santos jogou com um a menos durante todo o segundo tempo porque Gabriel Barbosa, o Gabigol. Mais uma vez o jogador não conseguiu administrar o nervosismo e foi expulso de campo nos minutos finais da primeira etapa. Ele levou amarelo logo aos 10 por reclamação e depois o vermelho por chegar atrasado na tentativa de roubar a bola do zagueiro.

"Não gosto de ficar expondo situações que acontecem no vestiário, na minha sala. Mas ele já pediu desculpas", revelou o treinador. "Ele admitiu o erro. Não estamos aqui para passar a mão, mas também não estamos aqui para expor o menino", disse o técnico, sem revelar como foi a conversa com o atacante.

Após derrota na estreia e vitória nesta quinta, o Santos ocupa a segunda colocação do Grupo F, com três pontos, um a menos do que o Estudiantes, da Argentina. O Real Garcilaso, do Peru, é o quarto colocado, com três, e o Nacional está na lanterna, com um.

O Santos volta a campo pela Libertadores em 5 de abril, quando visitará o Estudiantes - terá o desfalque certo de Gabriel, por suspensão automática. Antes, a equipe enfrentará o Botafogo, no domingo, às 19 horas, em Ribeirão Preto, no jogo de ida das quartas de final do Campeonato Paulista.