• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Árbitro é preso por envolvimento em rede de prostituição no Independiente

  • COMPARTILHE
Esportes

Árbitro é preso por envolvimento em rede de prostituição no Independiente

O árbitro de futebol argentino Martín Bustos foi detido neste sábado por sua suposta participação em uma rede de prostituição de menores envolvendo o clube Independiente, atual campeão da Copa Sul-Americana.

A polícia argentina confirmou que a detenção de Bustos ocorreu neste sábado em uma casa localizada em Troncos del Talar. O árbitro era apontado como um dos envolvidos no escândalo de prostituição e pedofilia. A prisão foi solicitada pela Unidade Fiscal de Investigação (UFI) de Avellaneda, onde o caso se iniciou.

O próprio clube de Avellaneda fez uma queixa após saber que alguns dos garotos da categoria 2001 (entre 16 e 17 anos) foram colocados em uma rede de prostituição nos últimos quatro meses. Um dos suspeitos de movimentar o esquema é um jogador de 19 anos da equipe.

O esquema foi descoberto quando um dos meninos contou tudo a um dos psicólogos do clube. Fernando Berón, coordenador do juvenil do tradicional time argentino, apresentou então a queixa na Unidade Fiscal de Investigação de Avellaneda.

O caso foi divulgado no programa No Todo Pasa, pelo jornalista Gustavo Grabia, que contou alguns dos detalhes do esquema. De acordo com ele, havia cinco meninos inclusos nessa rede de abuso infantil. Eles cobravam dinheiro para se prostituírem com homens mais velhos. Em nota, o Independiente confirmou o caso e se colocou à disposição da Justiça.

Os delitos investigados são de "abuso de menores e facilitação da prostituição". O código penal argentino prevê uma pena de até 25 anos para os responsáveis.