• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Atlético-MG ganha de novo do América e encara Cruzeiro na final do Mineiro

  • COMPARTILHE
Esportes

Atlético-MG ganha de novo do América e encara Cruzeiro na final do Mineiro

O Atlético Mineiro voltou a vencer o América-MG, desta vez por 2 a 0, neste domingo, no Independência. Com uma atuação mais consistente do que no jogo de ida, o time alvinegro garantiu sua presença na final do Campeonato Mineiro, quando defenderá o título do ano passado diante do arquirrival Cruzeiro.

As finais do Estadual serão disputadas nos dois próximos fins de semana, com locais ainda a serem confirmados. O Cruzeiro assegurou a vaga na decisão na manhã deste domingo ao derrotar o Tupi pelo placar de 2 a 1 no Mineirão - o time comandado pelo técnico Mano Menezes vencera na ida por 1 a 0.

No duelo entre os dois últimos campeões estaduais, o Atlético repetiu o roteiro do jogo de ida e controlou os primeiros 20 minutos, sem deixar o América jogar. Aos 6, Cazares já cruzava da esquerda e Luan se antecipava à marcação com uma cabeçada rente ao travessão. Na sequência, aos 11, Ricardo Oliveira quase completou cobrança de falta para as redes.

A melhor oportunidade atleticana surgiu aos 27, quando Cazares cobrou falta com categoria, mas o goleiro Jory saltou no ângulo para fazer o desvio. A bola chegou a acertar o travessão na sequência. O Atlético só não saiu na frente no primeiro tempo porque falhava no último passe.

Nos dez minutos finais da etapa inicial, o América reduziu o domínio atleticano e chegou a ameaçar o gol de Victor. Aos 46, o goleiro precisou tirar em cima da linha para evitar o primeiro gol da partida.

No segundo tempo, o Atlético abriu o placar ao aproveitar vacilo do América na saída de bola. Aos 6, Luan roubou a bola da defesa, acionou Ricardo Oliveira, que cruzou rasteiro da esquerda para Fábio Santos só completar para as redes.

Com evidente domínio em campo, o Atlético praticamente acabou com as chances do América, que precisaria marcar ao menos dois gols na partida, aos 33. Cazares disparou e puxou contra-ataque, acionando Elias. O volante bateu na saída do goleiro Jory para sacramentar a vaga atleticana na final.

Salvo uma bola na trave aos 34, o América não levou maior perigo para Victor na reta final do jogo. E, diante do canto de parabéns da torcida, o Atlético celebrou a classificação justamente no dia em que completa 110 anos de história.