• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Carille reclama de 'falta de educação' de Aguirre e uruguaio se defende

  • COMPARTILHE
Esportes

Carille reclama de 'falta de educação' de Aguirre e uruguaio se defende

Os técnicos envolvidos no clássico deste domingo, que terminou com vitória do São Paulo por 1 a 0 sobre o Corinthians, no jogo de ida da semifinal do Campeonato Paulista, apimentaram ainda mais a rivalidade do confronto. Após o jogo, o corintiano Fábio Carille revelou por que foi tirar satisfação com o são-paulino Diego Aguirre no intervalo da partida disputada no Morumbi.

"Eu dei uma dura nele, sim. Ele passou na minha frente (no início do jogo) e não me cumprimentou. Me deixou muito chateado. Ele teve a cara de pau de falar que não me conheceu. É um pouco de falta de educação. Eu cobrei isso dele, falei 'você vai ver o tratamento que vai ter na Arena, eu vou lá no vestiário te dar um presente'", comentou Carille.

"Ele falar que não conhecia o técnico do Corinthians, 100 jogos (referindo-se à marca alcançada pelo técnico corintiano à frente da equipe), ele já trabalhou no Atlético-MG, foi um desrespeito muito grande e fui cobrá-lo", completou.

Questionado em seguida em sua entrevista coletiva, Aguirre se disse surpreso pelo fato de a primeira pergunta ter sido a respeito desse assunto. "Fico surpreso que a primeira pergunta da coletiva seja uma coisa que aconteceu dentro de campo. Uma coisa normal, eu estava focado no jogo, estava pensando nas coisas do jogo. Eu não reconheci ele, é verdade, eu não estava pensando nisso. Os jogadores se cumprimentam, em jogos internacionais você vê isso após a partida. Quando acabou o jogo eu fui falar com ele e pedi desculpas. Mas são coisas que ficam aqui. Eu nunca tive diferenças com nenhum treinador. Isso para mim acabou, fica aqui", comentou o uruguaio.

Indagado em seguida se o acontecimento teria consequências para o segundo duelo, marcado para quarta-feira, às 21h45, na Arena Corinthians, o são-paulino negou. "Isso não terá nenhum reflexo para o jogo de volta. Ele é o técnico do campeão do Brasil. Eu estou no futebol. Não tenho mais nada para falar sobre isso", emendou.

Entre os jogadores do Corinthians, o caso também pegou mal. O atacante Emerson Sheik foi irônico ao dar sua opinião. "Ele (Aguirre) precisa dar um Google antes de ir para um jogo, mas pode acontecer. Acho um pouquinho difícil. Brincadeira isso", disse, antes de dar as costas para os jornalistas e sair da área onde estava sendo realizada a entrevista.

O zagueiro Henrique também se mostrou incomodado com o episódio: "Se o Aguirre não conhece o professor, só buscar saber um pouco mais sobre o Brasil", afirmou.

MAIS POLÊMICA - Se demonstrou clara insatisfação com Aguirre, Carille não deu muita bola para as discussões com o atacante Nenê, que comemorou o gol do São Paulo gritando em frente ao banco do Corinthians e olhando para o treinador rival, com quem discutira pouco antes. "Foi no calor ali do jogo, assunto já resolvido", garantiu o treinador do Corinthians.