• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cittadini pede pegada de Libertadores ao Santos em mata-mata contra o Botafogo-SP

  • COMPARTILHE
Esportes

Cittadini pede pegada de Libertadores ao Santos em mata-mata contra o Botafogo-SP

O adversário não fala espanhol, o campeonato tem bem menos apelo junto à torcida, e haverá mais 90 minutos na quarta-feira para que se defina o vitorioso do confronto. Mas, apesar de o Botafogo-SP, adversário deste domingo, às 19h30, em Ribeirão Preto, não ser o Nacional-URU, o Santos espera levar ao estádio Santa Cruz muitas lições da partida vencida na última semana, pela Copa Libertadores.

"Essa pegada (contra o Nacional) foi fundamental para que a gente pudesse sair vitorioso desse jogo. Temos que manter isso para conseguir bons resultados também", disse o meia Léo Cittadini, prestes a disputar seu sétimo jogo na temporada.

Na quarta-feira, o time dirigido por Jair Ventura derrotou os uruguaios por 3 a 1, no Pacaembu, mostrando muita concentração, mesmo após ter perdido o atacante Gabriel, expulso ainda no primeiro tempo. A partida era fundamental para as pretensões da equipe na competição, já que a primeira rodada havia terminado com derrota para o Real Garcilaso, no Peru.

É esse espírito que Cittadini deseja rever nos companheiros para este primeiro duelo com o Botafogo, válido pelas quartas de final do Campeonato Paulista. O segundo jogo está marcado para a próxima quarta-feira, às 19h30, na Vila Belmiro.

"Temos que mudar a chavinha agora. Tivemos pouco tempo para descansar, mas vamos focados para fazer uma boa partida. Nada será decidido nesse primeiro jogo, mas temos que sair com um bom resultado. É importante trazer uma vantagem para a nossa casa", analisou o jogador de 24 anos.

QUEM JOGA? - Apesar de ter fechado o treino deste sábado, o técnico santista deverá promover a entrada de Dodô na equipe titular. Assim, Jean Mota, que vem atuando improvisado na lateral esquerda, retorna ao meio. O argentino Vecchio é o mais cotado a deixar a formação inicial.