• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Clubes aprovam fim do ranking de jogadores na Superliga Masculina

  • COMPARTILHE
Esportes

Clubes aprovam fim do ranking de jogadores na Superliga Masculina

A Superliga Masculina de Vôlei decidiu seguir rumo diferente ao da versão feminina do torneio. Nesta terça-feira, em reunião realizada em São Paulo, dirigentes da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), representantes dos clubes garantidos no torneio na temporada 2018/2019 e o presidente da Comissão de Atletas, André Heller, definiram o fim do ranking para a próxima edição do torneio.

A CBV não detalhou como cada representante votou na reunião, mas explicou que foram oito apoios ao fim do ranking na Superliga Masculina, contra apenas três contrários. Assim, a tese de que a regra limita as opções de mercado para os jogadores teve êxito na reunião, algo que não ocorreu no evento feminino.

Participaram da votação representantes do Sada Cruzeiro (MG), Sesc-RJ, Sesi-SP, EMS Taubaté Funvic (SP), Minas Tênis Clube (MG), Corinthians-Guarulhos (SP), Vôlei Renata (SP), Lebes/Canoas (RS), Montes Claros Vôlei (MG), Ponta Grossa/Caramuru (PR) através de uma procuração, além de Heller.

Também estiveram presentes no encontro, pela CBV, o superintendente de Competições de Quadra, Renato D´Ávila, e a gerente da mesma unidade, Cilda D´Angelis. O gerente técnico da Federação Paulista de Voleibol, Wagner Braga, também participou da reunião.

Após a fase de classificação, a Superliga Masculina dará início às quartas de final no fim de semana. Os confrontos serão: Sesc-RJ x Campinas, Cruzeiro x Canoas, Sesi-SP x Corinthians e Taubaté x Minas.